Os efeitos da combinação de metais na oxidação do ferro

Escrito por tony oldhand | Traduzido por jesse mourao
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os efeitos da combinação de metais na oxidação do ferro
Você nunca deve combinar um encaixe de bronze com um tubo de aço (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Quando dois metais diferentes são ligados ou colocados juntos, ocorre uma ação galvânica, um fenômeno elétrico que gera uma corrente entre os metais. Com o tempo, este fluxo de corrente faz com que o oxigênio penetre profundamente nos metais, causando corrosão. O resultado final é a oxidação em metais ferrosos, e oxidação e degradação nos metais não ferrosos. Se os metais forem expostos às condições climáticas, a corrosão é acelerada, pois a água normalmente contém minerais dissolvidos que são condutores. As únicas soluções são utilizar o mesmo tipo de metais em combinações, ou então colocar um bloco não condutor entre metais diferentes.

Outras pessoas estão lendo

Ação galvânica

Sempre que dois metais diferentes se tocam uma corrente elétrica muito pequena é gerada, quase imperceptível. Isso é chamado de corrente/ação galvânica. Pesquisadores de metal na Virginia's Community Colleges elaboraram uma lista de 19 metais, desde o mais reativos aos menos, em termos de ação galvânica. O metal mais reativo é o magnésio, e o menos reativo é o ouro. O ferro e o aço são o número seis na lista, ou seja, ficam mais perto do lado reativo do que o lado não reativo.

Ferrugem e corrosão

A corrente galvânica leva o ferro a enferrujar. Por um processo ainda em fase de investigação, de alguma forma o oxigênio é transportado para o metal, provocando a oxidação do ferro, que gera o processo de ferrugem. Portanto, qualquer ferro em contato com um metal não ferro, irá enferrujar. A ação galvânica é um processo eletroquímico profundo, e não apenas uma reação superficial. Não há nenhuma maneira de pará-la caso dois metais estejam em contato.

Os efeitos da combinação de metais na oxidação do ferro
Observe uma linha de ferrugem onde o tubo de ferro se encontra com o acoplamento (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Tempo e oxidação

Se os elementos combinados forem expostos aos elementos climáticos, o quadro de oxidação é acelerado. A água da chuva raramente é água pura, pois contém minerais dissolvidos. Estes minerais são condutores e aceleram o fluxo elétrico. Além disso, muitas comunidades espalham sal no inverno. O sal é extremamente condutivo, e irá ampliar muito o fluxo elétrico. Isto tem implicações diretas no mundo real. Por exemplo, um tubo de gás de ferro é ligado a um medidor externo. O técnico de instalação é um novato, e não percebeu que o corpo do medidor é feito de bronze. Ele erradamente conecta os dois. O sistema funcionará por um tempo, mas com o tempo, o tubo de ferro irá enferrujar, podendo levar a um vazamento de gás. Isto ocorre devido a frestas que surgem na tubulação como consequência da ferrugem e ação galvânica, que foi acelerada por condutores minerais montados juntos.

Prevenção

Dois métodos podem prevenir a ação galvânica. Utilize metais semelhantes ou coloque um bloco não condutor entre as peças ferrosas e não ferrosas. Usar metais semelhantes é fácil. Você pode usar acoplamentos de ferro e acessórios com tubos também de ferro. Colocar um bloco não condutor entre as peças é um pouco mais complicado, mas pode ser necessário. Os blocos entre as peças estruturais podem ser de plásticos densos ou de borracha dura. A Weber State University torna esse processo de colocar os blocos não-condutores entre o grades de ferro exteriores e metais não semelhantes uma exigência de bom desempenho para parar a ação galvânica.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível