Efeitos negativos e positivos da exposição a diferentes quantidades de luz ultravioleta

Escrito por alec preble | Traduzido por luana ribeiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos negativos e positivos da exposição a diferentes quantidades de luz ultravioleta
Os raios do sol podem ser tanto benéficos quanto prejudiciais à saúde (Comstock/Comstock/Getty Images)

A exposição à luz ultravioleta na forma de luz solar ou artificial pode ser tanto prejudicial quanto benéfica para a sua saúde. A luz solar fornece vitamina D, e a exposição a ela pode diminuir os sintomas da depressão sazonal, mas também pode causar câncer, manchas na pele e envelhecimento precoce. Avalie os benefícios e os riscos antes de se expor por muito tempo.

Outras pessoas estão lendo

Vitamina D

A vitamina D é essencial para a saúde; deficiências dessa vitamina podem causar doenças e condições como raquitismo, osteoporoses e aumento na possibilidade de fraturas. Seu corpo é capaz de sintetizar quantidades adequadas dessa substância através da exposição à luz solar, assim como ela também pode ser encontrada em alguns alimentos enriquecidos. O excesso de vitamina D pode causar calcificação dos tecidos, e por isso ela é tóxica. Os indivíduos que evitam o sol e preferem suplementos estão suscetíveis à overdose de vitamina D; prefira a exposição a luz solar para absorver essa vitamina, pois é a forma mais segura para evitar a overdose.

Transtorno afetivo sazonal

As pessoas que vivem em lugares com flutuações climáticas severas entre as estações estão suscetíveis ao transtorno afetivo sazonal (TAS), já que a exposição reduzida à luz solar contribui para essa condição. Por isso, alguns médicos prescrevem terapia de luz para alguns pacientes. Aumentar a exposição ao sol, mesmo que por 15 minutos por dia, pode aliviar os sintomas do TAS, que pode levar à depressão grave se não for tratada.

Câncer

A exposição excessiva à luz ultravioleta pode contribuir para o desenvolvimento de certos tipos de cânceres e mesmo as lâmpadas de luz UV, como as utilizadas no bronzeamento artificial, são perigosas. Os indivíduos de pela clara, cujos corpos contêm menos melanina que os de pele escura, são particularmente vulneráveis ao câncer devido à exposição aos raios UV. Mesmo uma exposição curta pode causar câncer de pele em algumas pessoas.

Envelhecimento precoce

Um dos sintomas mais visíveis da exposição excessiva aos raios UV é o envelhecimento precoce. As exposições prolongadas tanto pelo bronzeamento intencional quanto pela exposição acidental diária podem causar o ressecamento da pele, além de manchas ou rugas. A elasticidade da pele é perdida de uma forma mais rápida que a normal, o que pode acontecer em indivíduos de pele com tom médio ou claro. O problema pode ser exacerbado caso a exposição não seja reduzida por meio da utilização de chapéus, roupas ou protetores solares.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível