Como entender o programa 5S da Toyota

Escrito por debra kraft Google | Traduzido por wanderson david
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como entender o programa 5S da Toyota
Toyota (Joe Raedle/Getty Images News/Getty Images)

O 5S é uma ferramenta que ajuda a conduzir o Sistema de Produção Toyota (TPS), que é uma corporação e sistema de gerenciamento completo focado filosoficamente em eliminar os desperdícios nos processos para garantir uma eficiência maior. O 5S representa uma parte desse sistema global e é utilizado para garantir um gerenciamento visual. O objetivo do 5S é fazer com que os problemas sejam facilmente notados. Os problemas em qualquer processo representa um desperdício, o que por sua vez representa ineficiência. O nome 5S vem dos cinco termos que são utilizados para identificar cada passo que devem ser seguidos.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Seiri, é traduzido do japonês para o português como "Utilização". Separe todos os itens de trabalho, o que é diariamente necessário do que não é. Coloque uma etiqueta nos itens que são utilizados raramente ou com pouca frequência e retire do local. Esses itens serão descartados ou deslocarão para uma outra área, com base em uma avaliação de necessidades de todo o chão de fábrica ou de uma seção de uma instalação.

  2. 2

    Seiton, é traduzido do japonês para o português como "Ordenação". Organize os objetos em locais designados e marque visualmente onde eles devem ficar. Contorne com tinta a localização em volta de um equipamento. Se o equipamento se deslocar para outra área, a marca será uma indicação que está faltando um equipamento. Você pode contornar o lugar de cada ferramenta com uma fita adesiva. Se a ferramenta não estiver em seu lugar no fim do expediente, os empregados vão saber que devem procurar a ferramenta. A intenção é fazer com que as condições anormais fiquem visíveis para que medidas possam ser tomadas imediatamente. As condições anormais resultam em desperdícios ou ineficiência, como, por exemplo, quando alguém perde tempo procurando uma ferramenta.

  3. 3

    Seiso (seisou), é traduzido do japonês para o português como "Limpeza". Depois de separar e colocar as coisas em ordem, comece uma limpeza em cada área de trabalho. A limpeza deve ser uma atividade diária. Se a área em volta de um equipamento for conservada limpa será mais fácil identificar problemas, como um vazamento de óleo. Também é importante não deixar detritos no piso para eliminar obstáculos que possam impedir o fluxo do processo regular ou que possam apresentar riscos de tropeço. Até mesmo o papel no piso pode representar problemas que levarão ao desperdício. Uma etiqueta no piso pode significar que algum produto na instalação não está apropriadamente identificado.

  4. 4

    Seiketsu (sei-két-su), é traduzido do japonês para o português como "Saúde". Agora que tudo está limpo e em ordem, procure por melhores práticas em todo o local de trabalho. Estabeleça regras e padrões associados com o que foi feito em cada um dos três passos anteriores. Deixe claro para todos quais são as regras em cada local de trabalho com instruções, auxílios visuais ou outros métodos que sejam significantes para os empregados.

  5. 5

    Shitsuke (shi-tsu-kei), é traduzido do japonês para o português como "Autodisciplina". Este é o passo mais difícil de atingir. Para manter o ciclo 5S deve ser um hábito, para todos os empregados, procurar as coisas que estão fora do lugar, identificar itens desnecessários deixados nas áreas de trabalho e recolher detritos sempre quando forem notados. É necessário um esforço contínuo para reconhecer os desperdícios e tomar medidas para aprimorar o fluxo de entrada e saída em cada local de trabalho. O Shitsuke normalmente requer uma mudança na cultura da organização e sempre vai requerer um compromisso da gestão.

Dicas & Advertências

  • A comunicação consistente e contínua, treinamento e sistema de recompensas ajudará a conduzir as filosofias 5S por toda a organização. Auditorias diárias ou semanais feitas por cada empregado em seu local de trabalho, seguido de auditorias ocasionais pelos gestores, podem ajudar a fazer do 5S um hábito.
  • Muitas organizações tendem a parar no passo 2. Uma vez que há um lugar para tudo e tudo está em seu devido lugar, a atividade pode se estagnar. Se isso acontecer, novas coisas vão começar a se acumular até que não haja mais um espaço para tudo e nada estará em seu devido lugar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível