Mais
×

Como escrever uma carta descrevendo o comportamento de uma criança

Atualizado em 13 junho, 2017

Escrever uma carta sobre o comportamento de uma criança pode se desafiador, especialmente se for a primeira vez que os pais estiverem ouvindo sobre as dificuldades da criança. Gentileza, compreensão e encorajamento podem ajudar os pais a receberem a notícia e te ajudar a formar uma parceria no manejamento do comportamento da criança. A carta deve ser clara e descritiva, sem soar acusadora ou condescendente. O melhor resultado seria os pais se disporem a irem em uma reunião, ou ajuda-lo, criando um plano comportamental que seja consistente em casa e na escola.

Instruções

É provável que o estudante esteja se comportando mal como resultado de solidão, tristeza, raiva ou confusão (Ableimages/Lifesize/Getty Images)
  1. Enderece a carta para ambos os pais, caso a criança tenha ambos. Comece calorosamente e escreva algo positivo como "Eu tenho gostado e conhecer o João dentro da sala de aula. Ele trás energia à sala e tem muitas boas ideias, especialmente em matemática." Discuta algumas coisas que a criança tem feito bem ou áreas em que você tenha notado melhoras.

    Discuta algo positivo antes, como o progresso da criança na escrita (Comstock Images/Comstock/Getty Images)
  2. Explique que a criança tem alguns pontos a serem trabalhados. Diga aos pais que a criança tem tido certa dificuldade em seguir instruções e em lembrar as regras da sala de aula. Dê exemplos específicos. Explique quais regras a criança tende a quebrar, como você responde e como a criança tipicamente reage a sua resposta. Descreva as estratégias de disciplina em particular, que você tem usado até agora.

    Conte aos pais quais estratégias de disciplina você já tentou, como deixar a criança de castigo (Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images)
  3. Assegure aos pais que existem muitos métodos de ajudar a criança a melhorar. Cite algumas opções, como reforço verbal positivo, punição consistente na escola e em casa, gráficos comportamentais, ou o uso de incentivos. Explique que o melhor jeito de começar é escolher dois comportamentos ou metas, para trabalhar primeiro.

  4. Conclua a carta pedindo aos pais que procurem você para discutir o problema futuramente. Convide-os para ir conhece-lo pessoalmente e ofereça algumas possíveis datas e horários. Sugira que eles conversem com o filho em casa, sobre o que vem acontecendo na escola, e que deixem a criança saber que eles terão uma reunião com você. Dê suas informações de contato, mesmo que você imagine que eles já tenham. Termine a carta dizendo algo como "Estou ansioso para falar com vocês e desenvolver um plano para ajudar o João a melhorar seu comportamento."

Dicas

  • Não soe emocional na carta.
  • Não coloque aponte culpados na carta.
  • Escreva com confiança, para que os pais entendam que o problema pode ser resolvido.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article