Estágios da pitiríase rósea

Escrito por lisa russell Google | Traduzido por josciel sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Saber os estágios da doença de pele pitiríase rósea é importante para todo profissional de saúde que deseja diagnosticar essa condição. Para o paciente, ter uma noção dos sintomas e dos estágios de progressão ajudará a entender o quão longe você já chegou no curso da doença. Devido à doença passar por vários estágios distintos, metade dos quais geralmente não são preocupantes a ponto de necessitar de atenção médica, ela usualmente já está quase desaparecendo quando as pessoas conseguem o diagnóstico.

Outras pessoas estão lendo

Pode ser picada de insetos

O sinal mais precoce de pitiríase rósea é um pequeno grupo de caroços que parecem com picadas de inseto. Esses se tornam as primeiras de muitas manchas que são características da doença. No entanto, as marcas mais tardias não se iniciam com esses pequenos caroços. Apenas para confundir as coisas, essas manchas podem coçar da mesma maneira que as picadas de insetos o fazem. A maioria das pessoas não visitam um médico nesse estágio, porque eles pensam que são apenas algumas picadas de insetos. Mesmo um dermatologista profissional provavelmente não seria capaz de diagnosticar esse pequeno agrupamento de caroços como pitiríase rósea.

O herald patch

Também chamado de "ponto mãe", essa primeira indicação segura de pitiríase rósea é um ponto vermelho que pode apresentar crostas nas bordas após um período de duas semanas. Uma descrição gráfica particular desse ponto é que as "picadas de inseto" originais transbordaram e formaram um fragmento escamoso de pele vermelha e irritada. Algumas pessoas procuram atendimento médico nesse momento, enquanto outras acreditam que isso é um eczema ou outra irritação de pele e tentam tratá-lo em casa com cremes de cortisona ou pomadas antifúngicas. Um dermatologista familiar com pitiríase rósea consegue chegar a um diagnóstico nesse momento.

Manchas em todo lugar

Após a primeira mancha se desenvolver, outras manchas continuarão sendo formadas por todo o dorso, algumas vezes nos braços e nas pernas também. A pitiríase rósea raramente aparece nas palmas das mãos, nos pés ou na face. Alguns pesquisadores especulam que é a luz solar que impede que a pitiríase rósea apareça nessas partes do corpo e, sem dúvida, a terapia solar é efetiva para alguns pacientes. Nesse momento, 90% dos pacientes com pitiríase rósea procuram atendimento médico.

Diagnóstico

É o aparecimento súbito e rápido das manchas que leva a maioria das pessoas ao dermatologista. Felizmente, a pitiríase rósea não é contagiosa. Infelizmente, não existe nenhuma forma de tratamento, ela apenas tem que "completar o curso". Ler mais sobre a doença e entender que não é causada por falta de higiene ajuda muitas pessoas a lidar com ela. Saber que as manchas não vão aparecer na face nem nas mãos também é confortante.

Coceira

A medida que as manchas "amadurecem", elas se tornam pruriginosas. A exposição ao calor pode piorar o prurido. Qualquer atividade física que eleva a temperatura corporal, clima muito quente e até mesmo banho quente podem aumentar o prurido nas manchas. Para aliviar a coceira, um banho frio ou uma compressa fria podem diminuir a temperatura da pele.

Dores

As dores musculares são parte dos últimos estágios da pitiríase rósea para alguns pacientes. Nem todas as pessoas que sofrem com essa condição sentem dores musculares, porém muitas sentem, e algumas vezes isso é confortante por saber que as horríveis manchas estão quase desaparecendo. Elas começam a clarear e desaparecem.

Descamação

Como se fosse uma queimadura de sol, a pele que cobre as manchas da pitiríase rósea se descama, deixando a pele subjacente um pouco sensitiva e possivelmente mais pálida que a pele ao seu redor.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível