Mais
×

Faça você mesmo: CO2 para plantas

Atualizado em 21 novembro, 2016

O CO2 é um ingrediente essencial para o crescimento de plantas terrestres e aquáticas. Isto representa um desafio especial, pois plantas aquáticas precisam sobreviver somente com o que estiver presente na água. Sistemas de alta tecnologia de produção de CO2 são caros e difíceis de montar e manter. Um gerador simples deste gás feito em casa é um jeito barato de fornecê-lo para aquários pequenos e de ganhar experiência antes de comprar e instalar um sistema de alta pressão.

Um gerador de CO2 feito em casa pode ser suficiente para um aquário pequeno (Jerry Yulsman/Photodisc/Getty Images)

Gerador de CO2

Um gerador de CO2 pode ser qualquer recipiente impermeável ao ar capaz de manter um líquido, com uma tampa removível para limpeza. Uma garrafa pet é geralmente usada. Instale uma válvula na tampa do recipiente e fixe um tubo de ar. Compre válvulas numa loja de ferragens ou numa loja de animais que vende bombas para aquário. Faça um furo na tampa da garrafa e vede a válvula com silicone utilizado em aquários. Se usar válvulas T, várias garrafas podem ser usadas em sequência para aumentar a capacidade de produção de CO2.

As células de levedura produzem CO2 como um subproduto da fermentação do açúcar. A solução de levedura consiste em fermento, açúcar, água e bicarbonato de sódio. Use fermento comum ou leveduras especiais de cervejarias. O fungo para produção de champagne é utilizado por algumas pessoas pois ele resiste a ambientes mais ácidos, o que faz com que durem mais nas garrafas. O açúcar é o alimento dele, e o bicarbonato de sódio aumenta o pH da solução, neutralizando o ácido produzido durante a produção de CO2.

Coloque uma válvula de inspeção em algum ponto da linha entre o aquário e o gerador. Ela bloqueia o fluxo reverso de ar para dentro do gerador de CO2, para evitar que o aquário se esvazie.

O gerador de CO2 pode ser construído com garrafas pet (Comstock/Comstock/Getty Images)

Reator de CO2

A mistura de leveduras produz bolhas de CO2 lentamente, uma a cada poucos segundos dependendo da capacidade do gerador, e elas precisarão ser dissolvidas na água usando-se um reator. Mantenha o CO2 em contato com a água pelo maior tempo possível ou até a bolha estar completamente dissolvida. Quanto menor a bolha, mais fácil para você dissolvê-la. O método mais simples é se usar um sino, uma xícara de cabeça para baixo ou um pote que segure a bolha de CO2 debaixo d'água. Se você tiver um filtro em recipiente de alta qualidade, as bolhas podem ser direcionadas para o tubo de admissão, onde elas estourarão e serão dissolvidas pelo propulsor.

Você também pode usar pequenas pedras difusoras, borbulhadores de disco cerâmicos ou borbulhador em escada como reator. O redirecionamento das bolhas para o venturi, para a admissão da cabeça motorizada, ou qualquer bomba que mantenha a água circulando, permite que o CO2 fique em contato com a água o maior tempo possível.

A função do reator é reduzir o tamanho das bolhas (Comstock/Comstock/Getty Images)
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article