Fatores de risco para acidose metabólica

Escrito por darla ferrara | Traduzido por wanderson andrade
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Fatores de risco para acidose metabólica
Fatores de risco comuns para a acidose metabólica (heart beat medical image by Nicemonkey from Fotolia.com)

A acidose metabólica ocorre quando o pH do plasma (um componente sanguíneo) é perturbado por uma doença subjacente. Estratégias para tratar o problema incluem a identificação da doença que está causando o desequilíbrio e um plano de cuidados continuados. Os sintomas são: pele pálida e pegajosa, tontura, confusão, alterações de humor, baixa frequência cardíaca e hiperventilação. Uma crise de acidose metabólica pode levar ao coma e à morte. Compreender os fatores de risco pode salvar sua vida ou a vida de alguém que você ama.

Outras pessoas estão lendo

Toxicidade

A ingestão de substâncias tóxicas ou dose-dependentes pode causar acidose metabólica. O consumo de anticongelante (propilenoglicol), metanol ou quantidades excessivas de aspirina também proporciona desequilíbrios no sangue. Os efeitos podem ser fatais. Outros sintomas da toxicidade a serem considerados incluem convulsões, dores de cabeça, fala arrastada e marcha comprometida. Beber propilenoglicol juntamente com maconha é uma tendência entre muitos jovens que acreditam que isso dê energia; pelo contrário, causa falência renal, levando a acidose e falência aguda de outros órgãos.

Diabetes

A acidose diabética ocorre quando corpos cetônicos se acumulam no organismo como resultado da diabetes descontrolada. À medida que o corpo torna-se incapaz de processar o açúcar (glicose), cetonas penetram na corrente sanguínea. O aumento de cetonas leva a um estado de acidez e, eventualmente, à acidose metabólica. Controlar a diabetes é primordial para evitar essa condição. Os diabéticos devem avaliar regularmente a glicemia e modificar sua dieta ou esquema de medicação quando necessário. A disciplina necessária e as dificuldades envolvidas no controle da diabetes fazem dela um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de acidose metabólica.

Outras doenças

A diabetes não é a única doença que atua como fator de risco para a acidose metabólica. Doenças renais levam à acidose tubular proximal e distal. Medicamentos utilizados por portadores de AIDS também estão associados à condição. As melhorias nos protocolos de tratamento contra a AIDS já estão reduzindo os casos de acidose. Desidratação grave (acidose hiperclorêmica) causada por doenças ou calor excessivo pode levar a um estado de desequilíbrio ácido da circulação sanguínea. A acidose lática (acúmulo de ácido lático) é comum em alcoólatras, pacientes com câncer e vítimas de hipóxia grave e prolongada.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível