×
Loading ...

Fatos sobre o siri-azul

Atualizado em 17 abril, 2017

A maior variedade de populações de siri do mundo está concentrada nos Estados Unidos. Uma espécie em particular, o siri-azul, é especialmente conhecida por sua carne doce e macia. Seu gosto popular tornou-se um dos crustáceos marinhos mais requisitados, também bastante conhecidos entre os amantes do oceano por sua aparência e natação graciosa.

O siri-azul é especialmente conhecido por sua carne doce e macia (Jeffrey Hamilton/Photodisc/Getty Images)

Aparência

Apesar do nome, a concha do siri-azul é de uma cor marrom mosqueada e apenas as suas garras são tingidas de azul. Mesmo assim, apenas os siris machos têm garras totalmente azuis. As fêmeas são distinguidas por suas garras com pontas vermelhas.

Além da cor, o gênero também é determinado pela forma do abdômen. Normalmente, o abdômen masculino é em forma de "T". Nos siris jovens do sexo feminino, o abdômen é triangular e ligado ao corpo. No entanto, em fêmeas maduras, ele se assemelha a um semi-círculo e está separado da concha inferior.

Loading...

Alimentação e habitat

Os siris-azuis preferem regiões costeiras salgadas, como Nova Escócia, Golfo do México e o litoral do Brasil, podendo ser encontrado por quase toda a costa brasileira. Os siris-azuis se alimentam de quase tudo, incluindo mexilhões, peixes e plantas. Eles também se alimentam de siris-azuis menores que não se desenvolveram totalmente.

Ciclo de Vida e acasalamento

Durante o inverno, todos os siris passam por uma semi-hibernação. Quando a água se aquece na primavera, eles se rastejam para fora e começam a fazer a muda à medida em que se alimentam. Os siris fêmeas não deixam a muda até depois do acasalamento. Os machos também fazem a muda ao longo da sua vida útil, com a ressalva de que eles vão continuar a fazê-la até mesmo após a maturidade sexual.

Durante a última muda da fêmea, ela se torna fertilizada pelo macho. A fecundação só pode ocorrer quando ela estiver com a casca mole. Durante o processo de fertilização, o macho carrega a mulher de costas, resultando num par chamado de "duplicado". O macho então fica com a fêmea fertilizada para protegê-la dos predadores até que ela seja mais uma vez um siri de casca dura .

Mais tarde, os ovos fertilizados são extrudados sob o abdômen da fêmea. Os ovos produzem uma massa cor de limão esponjosa, dando o apelido de "siri esponja" durante este período de tempo. À medida em que os siri embrionários se desenvolvem, a cor da massa esponjosa escurece gradualmente, indo do marrom ao preto. Suas larvas são então lançadas ao longo de um período de uma a duas semanas, durante o verão.

Importância ambiental e econômica

Os siris-azuis são hiper-sensíveis às mudanças ambientais e muitas populações sofreram declínios severos. Eles são considerados um "espécies-chave" e afetam muitos organismos em seu ecossistema, já que eles controlam as populações de animais que atacam. Eles também são uma fonte de alimento para os seus predadores. No Brasil, o siri está ameaçado pela pesca predatória, o que leva à destruição de seu habitat natural.

Os siris-azuis também são importantes por razões econômicas, pois eles dominaram a pesca comercial de algumas regiões e países em que sua ocorrência é comum.

Você sabia?

O processo de muda de um siri-azul pode ser repetido até 25 vezes na vida de um siri.

Os siris-azuis são a única espécie que pode ser consumida tanto na forma dura quanto mole.

Um siri-azul marcado registrou um nado de 56 km em apenas 48 horas.

As fêmeas acasalam apenas uma vez na vida.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...