Qual a função dos espinhos dos cactos?

Escrito por jervonne johnson | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Qual a função dos espinhos dos cactos?
Os espinhos de um cacto ajudam-no a sobreviver em ambientes adversos (Comstock/Comstock/Getty Images)

Os espinhos dos cactos não evoluíram para punir os tornozelos dos entusiastas do ar livre. Eles são folhas modificadas que se desenvolveram para ajudar a planta a sobreviver no meio ambiente. Uma vez que o cacto se adaptou para viver em diversos climas, desde desertos escaldantes até regiões muito altas, estando no meio de inúmeros tipos de predadores, o propósito dos espinhos varia de acordo com a espécie. Mas, essencialmente, eles fornecem proteção e sombra, auxiliam o cacto a reter água e, em alguns tipos, facilitam a dispersão.

Outras pessoas estão lendo

Proteção

Animais herbívoros do deserto sabem que, quando água e alimento se tornam escassos, o cacto pode substituir os dois. Para se defender, essas plantas utilizam seus espinhos afiados e potentes para espetar os animais que tentam comê-las. Uma vez espetados, é provável que não o tentem novamente. Animais que constroem suas casas no cacto também utilizam os espinhos para se proteger contra predadores pelo mesmo motivo.

Sombra

Os cactos que estão em regiões com calor intenso precisam de uma camada mais densa de espinhos. Esses espinhos, que tendem a ser brancos, proporcionam uma barreira física e reflexiva entre o sol e a pele verde da planta. Eles podem ser longos e afiados, como no Ancistrocactus uncinatus, ou macios e fofos, como visto na espécie Espostoa lanata. Os dois fornecem proteção contra o sol, impedindo que o corpo do cacto fique muito quente, que a clorofila branqueie e que haja danos no DNA.

Qual a função dos espinhos dos cactos?
Os espinhos geralmente são brancos para refletir os raios de sol (Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images)

Retenção de água

As folhas normais possuem aberturas porosas por toda sua extensão. A água passa através dessas aberturas para a atmosfera em grandes quantidades durante o dia. O cacto sobreviveu desenvolvendo espinhos em vez de folhas porosas com a finalidade de reter mais água durante o calor do dia. Eles proporcionam um microclima, prendendo uma camada de calor, ar úmido ou vapor de água ao redor da planta de acordo com sua localização. Isso minimiza a quantidade de água que evapora durante a fotossíntese.

Dispersão

Algumas espécies de cactos, como a Mammilaria magnifica e a Opuntia glomerata, possuem espinhos farpados e sistemas radiculares superficiais. Uma planta pode ser involuntariamente arrancada do solo por animais grandes que estiverem de passagem se os espinhos ficarem presos nos seus pelos. Eventualmente, ela cai ou é retirada pelo animal e pode criar raízes novamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível