Como fazer um gerador de energia a partir de um motor de carro

Escrito por richard rowe | Traduzido por darlan nascimento
Como fazer um gerador de energia a partir de um motor de carro
Não é tão difícil construir um gerador de energia (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Os geradores parecem ser instrumentos relativamente simples: um motor opera, roda um gerador e você conecta o que precisa ser abastecido. Embora essas estações portáteis de energia sejam consideravelmente mais complicadas do que isso, realmente não é tão difícil construir um gerador se você souber soldar tão bem quanto sabe comprar.

O motor

Quase todos os objetos necessários para construir um gerador estão disponíveis em ferros-velhos. Você precisará de um motor, mas ele não precisa ser tão grande quanto você pensa. Lembre-se de que 1 kW de energia é aproximadamente igual a 1 cavalo-vapor. Portanto, um motor de 50 cavalos é mais do que capaz de gerar energia para um quarteirão inteiro. Mantenha em mente, porém, que um motor produz mais eletricidade à medida em que as rotações por minuto aumentam. Por isso, adquira um que produza a quantidade que você deseja, sem ultrapassar 2.000 rotações por minuto, a fim de que dure bastante.

Sistema elétrico

A quantidade de watts é igual à de ampères vezes a de volts, e a maior parte dos sistemas automobilísticos funciona a 12 volts, o que significa que mesmo um alternador padrão de veículos de 60 ampères produzirá cerca de 720 watts. Por isso, adquira quantos alternadores forem necessários. Os maiores, utilizados em caminhões, funcionam a 100 a 125 ampères (1200 a 1500 watts). Se o motor tiver um sistema de correias estriadas, é necessário ter polias com um padrão estriado correspondente. O mesmo se aplica aos sistemas de correias trapezoidais. Você também precisará de um inversor com o tamanho adequado para suas necessidades. Esse produto pode ser adquirido em estabelecimentos especializados ou lojas de produtos usados.

Montagem básica

Coloque o motor sobre uma superfície estacionária, como uma bancada ou uma mesa. Fabrique um suporte que se conecte à bancada em algum dos lados e cerque a parte superior do motor em um padrão semicircular. Instale os alternadores alinhados à polia do virabrequim, caso o sistema tenha correias estriadas. Instale um lado da fila de alternadores alinhado à polia interna do virabrequim e o outro à polia externa.

Conecte a polia do virabrequim aos alternadores com as correias apropriadas. Você precisará conectar os sistemas de suporte do motor, como o de resfriamento, de lubrificação e de combustível.

Instalação elétrica

Conecte todas as saídas do alternador a uma caixa de fusíveis com um cabo de, no mínimo, 2,6 mm de diâmetro e conecte-a ao inversor com um cabo de, no mínimo, 3,25 mm de diâmetro. Conecte o terminal negativo do inversor ao motor com um cabo massa de 3,25 mm de diâmetro. Naturalmente você desejará instalar uma bateria e apertar um botão para ligar o motor. Um gerador médio com quatro alternadores precisará ser configurado para funcionar a 1.100 rotações por minuto e produzirá energia suficiente para abastecer uma oficina de soldagem ou uma casa, se a energia for conservada.

Aumentando a energia

Se você deseja aumentar a energia e diminuir as rotações por minuto do motor, fabrique e instale uma polia do virabrequim com o maior diâmetro e uma polia do alternador com o menor diâmetro possível. Um alternador médio poderá produzir de oito a dez cavalos em sua velocidade máxima, então até um pequeno motor parado terá energia mais do que suficiente para abastecer um conjunto inteiro a 10 mil rotações por minuto.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível