Como idade é calculada através de datação radioativa

Escrito por john shortino | Traduzido por franciele gobi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como idade é calculada através de datação radioativa
Cientistas podem estimar a idade de ossos utilizando datação por radiocarbono (PhotoObjects.net/PhotoObjects.net/Getty Images)

A determinação da idade de fósseis ou artefatos é feita através do processo de datação radioativa, que utiliza a vida útil conhecida de um material para determinar a idade de um objeto. Como a meia-vida de um núcleo radioativo não muda em resposta a mudanças atmosféricas ou ambientais, essa técnica é considerada muito precisa e é utilizada para determinar a idade de muitas amostras.

Outras pessoas estão lendo

Meia-vida

Em materiais radioativos, o termo meia-vida refere-se à quantidade de tempo levada por uma substância para reduzir-se à metade. Na datação radioativa isso significa que a quantidade de uma substância radioativa irá reduzir-se pela metade após uma certa quantidade de tempo. Por exemplo, carbono-14 possui uma meia-vida média de 5730 anos, então ele reduz-se a metade durante esse período de tempo, e então a um quarto após mais 5730 anos.

Medição da taxa de decaimento

Conhecendo a meia-vida de um material, cientistas podem começar a medir a idade de uma amostra baseados na taxa de decaimento e sua composição química original. Por exemplo, o magma rapidamente resfriado que contém potássio e argônio é ideal para datação radiométrica devido à longa meia-vida do potássio e o fato de que o argônio fica preso nas amostras. Comparando a quantidade de argônio à quantidade de potássio, pesquisadores podem obter uma medida precisa da idade da amostra.

Datação por radiocarbono

A datação por radiocarbono é a forma mais comum de datação radioativa devido ao isótopo carbono-14 utilizado nesse processo estar presente na natureza, especificamente na atmosfera. Para objetos baseados em carbono, incluindo plantas e animais (e objetos criados com materiais orgânicos, como a madeira), isso significa que quantidades do isótopo são encontradas em restos como ossos e pode ser comparadas com quantidades atmosféricas de carbono-14 para estimar a idade do espécime.

Outras formas de datação radiométrica

O carbono-14 não é o único material utilizado para datação radiométrica. Qualquer elemento radioativo com uma meia-vida conhecida pode ser utilizado para determinar a idade de um espécime, desde que esse elemento esteja presente na amostra. Por exemplo, o processo de datação por urânio-chumbo é utilizado em minerais devido à presença do urânio e seu decaimento em minerais como o zircônio. Como a meia-vida do urânio é de bilhões de anos, essa técnica pode determinar a idade de minerais muito mais antigos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível