×
Loading ...

Como identificar aço de ligas de carbono

Atualizado em 22 novembro, 2016

Os aços-carbono estão entre os tipos de aço mais usados, compondo mais de 85% de todo o aço produzido e exportado nos EUA.

A introdução do carbono no meio das ligas pode render um impacto significante no produto final, com uma dureza e força de tensão aumentada com um conteúdo de carbono maior, assim como uma redução da maleabilidade e soldabilidade com um conteúdo de carbono mais baixo.

O aço-carbono simples é diferente das ligas de aços altos e baixos no que concerne a ter menos de 1% de carbono em uma mistura que é principalmente de ferro e elementos de rastreio.

Instruções

Aços-carbono estão entre os tipos de aço mais usados (brushed steel background texture image by JoLin from Fotolia.com)
  1. Identifique de acordo com a definição do instituto Aço Brasil:

    determine se o aço em questão atende os critérios do instituto Aço Brasil no que se refere à constituição do aço-carbono: 1) Nenhum conteúdo mínimo é especificado para quaisquer elementos de liga, como o vanádio, o tungstênio, o titânio, o molibdênio, o níquel o cobalto ou o cromo, 2) A quantidade específica mínima de cobre não excede 0,40%. 3) O conteúdo máximo de manganês não excede 1,65% e o de silicone e cobre não excede 0,60%

    Loading...
  2. Identifique de acordo com a composição de carbono:

    descubra o quanto de carbono existe em seu aço de liga de carbono. Até 2% do total de qualquer aço-carbono pode ser composto de elementos de liga. Ligas com níveis de carbono com até 0,30% e níveis de manganês de até 1,5%, como os rolos de aço planos e placas estruturais de aço, caem na categoria de baixo carbono. Aços de médio carbono variam entre 0,30% e 0,60% de carbono e até 1,65% de manganês, sendo usados em eixos, marchas, eixos de manivela, trilhos, rodas ferroviárias e processos de resfriamento. Aços de alto carbono contêm entre 0,60 e 1% de carbono e até 0,905 de manganês, sendo usados em molas e fios, enquanto que aços de ultra alto carbono contêm entre 1,25 e 2% e são formados experimentalmente para produzir microestruturas ultrafinas granulares.

  3. Identifique de acordo com o processo de desoxidação:

    determine se a liga de carbono foi rodeada, tampada, morta ou semimorta. Esses termos se referem ao processo de desoxidação durante a forja do aço, no qual a quantidade de oxigênio que permanece no produto antes ou durante a forja afeta as características do aço. O aço-carbono rodeado envolve uma desoxidação mínima e resulta em um aço onde o aro externo contém concentrações maiores de carbono, enxofre e fósforo do que o núcleo interno. O aço-carbono tampado é similar ao rodeado, exceto que o processo é controlado mecanicamente para produzir um aumento no molde, que então entra em contato com uma tampa metálica. O aço-carbono morto é altamente desoxidado com a adição de alumínio e silicone, resultando em um produto uniforme, enquanto que o aço-carbono semimorto exibem características tanto dos aços rodeados quanto dos mortos.

  4. Identifique de acordo com a classificação da SAE:

    Siga o sistema de codificação da SAE -- Sociedade de Engenheiros Automotivos para identificar aços de vários tipos. O primeiro número no código se refere ao tipo básico de aço, que, nesse caso, seria 1 para o aço-carbono. Os dois primeiros números juntos se referem à série dentro do grupo de ligas básicas, dependendo dos elementos primários nessa série. Para o aço-carbono, "10xx" se refere ao aço-carbono plano, enquanto que o "11xx" significa o aço-carbono resulfurado. Os dois últimos números designam o alcance permitido do carbono em centésimos de por cento.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...