Implicações educacionais do idealismo

Escrito por douglas baer | Traduzido por maria itokazu
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Implicações educacionais do idealismo
A filosofia educacional adotada por um professor orienta toda a sua prática (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A metafísica é um ramo da filosofia que se ocupa da questão da realidade no mundo conhecido e também no mundo desconhecido. Um idealista encontra a realidade no mundo desconhecido, através das ideias na sua mente; um realista encontra a realidade no mundo conhecido, através dos seus sentidos. Pode-se alcançar uma boa compreensão do idealismo contrastando-o com o realismo.

Outras pessoas estão lendo

Duas direções filosóficas diferentes

O idealismo e o realismo foram formulados na época dos gregos, no século III a.C., e ainda hoje estão presentes em diversas filosofias educacionais. Um idealista acredita que a realidade última reside em ideias que são eternas, absolutas e atemporais e fazem parte da consciência humana. Essa crença põe ênfase na racionalidade, através da qual a mente generaliza e dá sentido ao mundo. Um realista acredita que a realidade está no mundo material e pode ser interpretada apenas através dos sentidos e da razão do homem. A confiança na experimentação científica e no senso comum são fatores fundamentais.

Idealismo educacional

O ponto de vista idealista está presente em disciplinas como artes, humanidades clássicas, teologia, filosofia, história e literatura, que enfatizam os processos intelectuais e a acuidade da mente. Elas formam a parte mais importante do currículo das artes liberais, que se atém às questões culturais em detrimento de preocupações utilitárias. Em termos de educação, essa postura implica que os alunos tenderão a escolher aulas intelectualmente atraentes. No limite, um idealista não se inscreverá num curso apenas para conseguir um emprego e ganhar a vida, nem mostrará interesse em empreendimentos ambiciosos que visem a riqueza e o poder.

Realismo educacional

O realismo tem predominado na educação moderna, contribuindo significativamente com a ciência e a tecnologia, e influenciando a competição econômica entre as nações do mundo. Os realistas promovem disciplinas como matemática, ciências e lógica; o conhecimento adquirido nessas áreas é essencial para a objetividade da ciência. Nenhum significado é permanente: todo conhecimento se torna transitório sob a luz das novas descobertas.

A contribuição do idealismo para a educação

O idealismo tem tido uma grande influência na atuação dos educadores. O estudo das artes revela uma realidade desconhecida e promove a qualidade de vida como nenhuma outra área é capaz de fazer. Chama a atenção para verdades imutáveis. Através do estudo da religião, o idealismo pode dar sentido estável e duradouro à nossa existência na Terra, porque se ocupa de coisas intangíveis que são sentidas e experimentadas mas não podem ser vistas, como amor, confiança, esperança e fé. Ainda que não possam ser igualmente representadas, tanto a filosofia idealista quanto a realista são reconhecidas e estão presentes no currículo escolar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível