Conhecimento

As contribuições gregas e romanas para a arte ocidental

Escrito por larissa hammond | Traduzido por tiele machado
As contribuições gregas e romanas para a arte ocidental

A Biblioteca do Congresso norte-americano possui elementos da arte greco-romana

Comstock/Comstock/Getty Images

Os gregos antigos criaram muita arte e arquitetura que, mais tarde, os romanos adotaram e aperfeiçoaram como sua própria criação. A civilização ocidental foi profundamente influenciada pela antiga arte greco-romana. Uma grande parte da cultura ocidental, incluindo suas construções, arte, sistema político e representações teatrais, é um testamento do legado que esses povos deixaram.

Outras pessoas estão lendo

Esculturas

Comstock/Comstock/Getty Images

Ainda que apenas uma pequena parte das esculturas gregas tenha sobrevivido, sua influência no Ocidente não pode ser negada. As esculturas greco-romanas serviram como base para a escultura clássica durante o Renascimento italiano. Elas passaram por quatro períodos: geométrico, arcaico, clássico e helenístico. Opondo-se às representações simbólicas da forma humana, elas procuravam replicar essa forma. As figuras tendiam a ser anatomicamente precisas.

Drama e teatro

Comstock/Comstock/Getty Images

Os antigos atenienses aperfeiçoaram a arte da comédia e do drama. O teatro ocidental de hoje descendeu e evoluiu daquele que os antigos gregos criaram. As peças de Shakespeare, que também são dramas e comédias, seguiram o padrão que eles criaram. Os atores dos palcos greco-romanos cantavam ou declamavam versos, pois a própria arte dramática era uma forma de poesia. A maioria das tragédias gregas retratava a queda ou a morte de um herói orgulhoso. Essas peças eram feitas para invocar uma catarse ou uma purgação de emoções na plateia.

Arquitetura

Comstock/Comstock/Getty Images

As colunas gregas são encontradas em toda parte no mundo ocidental de hoje. O uso icônico dessas colunas pode ser visto nos magníficos templos que os gregos antigos deixaram. Muitos prédios públicos nas Américas e na Europa replicaram ou fizeram alguma alusão a esse elemento da antiga arquitetura greco-romana. As famosas colunas gregas seguem três ordens, ou tipos arquitetônicos. A primeira é a coluna dórica, cujo capitel é uma laje plana. A segunda é da ordem jônica, e seu capitel parece um pergaminho enrolado em cada lado. A terceira é a coluna corintiana, altamente ornada, que raramente era vista na Grécia antiga, mas que floresceu na Roma antiga. Outra contribuição dos antigos foram os arcos. Os arcos romanos foram criados com o encaixe perfeito de pedras de diversas formas juntas. A pedra no topo e no centro era chamada de pedra angular, e essencialmente sustentava o arco pela força da gravidade. Essa tecnologia foi replicada no mundo ocidental ao longo dos séculos, desde a sua criação.

Desenho da moeda

Comstock/Comstock/Getty Images

A razão pela qual o perfil de George Washington enfeita uma moeda norte-americana e a imagem de D. Pedro I adornava uma moeda brasileira antiga deve-se à tradição greco-romana de colocar perfis de líderes na cunhagem. Primeiramente, as moedas eram abundantemente utilizadas na Grécia antiga, e os gregos estabeleceram um formato de moeda que ainda é utilizada pelas nações do mundo de hoje. No início, os retratos cunhados nas moedas gregas eram os perfis simbólicos do deus ou deusa patronos da cidade em que eram utilizadas. No século 4 a.C., elas começaram a exibir perfis de pessoas reais. Os Romanos herdaram essa tradição e a aperfeiçoaram.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media