A influência dos telefones celulares sobre jovens entre 18 e 22 anos

Escrito por chris joseph | Traduzido por laila teixeira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A influência dos telefones celulares sobre jovens entre 18 e 22 anos
Telefones celulares podem exercer grande influência sobre o comportamento dos jovens (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Telefones celulares tornaram-se uma presença constante em nossa sociedade e jovens também fazem uso dessa tecnologia. Um estudo feito pela Ball State University em 2010 apontou que 99,8% de seus alunos possuíam algum modelo de telefone celular. O uso desses aparelhos por pessoas entre 18 e 22 anos pode afetar suas vidas de inúmeras maneiras.

Outras pessoas estão lendo

Impacto publicitário

Embora do ponto de vista do marketing, telefones celulares tenham um impacto relativamente baixo, quem sofre esse impacto com maior intensidade são os jovens. De acordo com o site "Marketing Charts", uma pesquisa de 2008 conduzida pela BIGresearch apontou que apenas 6,9% dos adultos afirmaram terem sido influenciados a adquirir um celular por vídeos publicitários e somente 6,4% dos adultos entrevistados disseram ter sofrido influência de textos publicitários. Entre jovens entre 18 e 22 anos de idade, no entanto, essas percentagens aumentam para 14,2% e 15,9%, respectivamente.

Produto de comunicação

Jovens tendem a usar telefones celulares com maior frequência para falar sobre produtos e serviços que adultos mais velhos. A pesquisa realizada pela BIGresearch revelou que apenas 29,6% de todos os adultos usam o celular para falar sobre um serviço, produto ou marca enquanto 50,5% dos jovens entre 18 e 24 anos o fazem. Esse fato transformou o celular na segunda forma de comunicação mais usada para transmitir esse tipo de informação perdendo apenas para conversas realizadas pessoalmente.

Hábitos de sono

O uso do telefone celular pode afetar a quantidade de horas dormidas por dia. Um estudo conduzido em 2008 entre universitários de 19 anos, em média, e publicado pelo "Journal of Psychosocial Research on Cyberspace" concluiu que quase metade dos participantes perdiam horas de sono durante a semana em função do uso do celular. 34% dos entrevistados afirmaram perder o sono uma ou duas vezes por semana enquanto 15,7% disseram que perdem o sono três ou mais vezes por semana.

Meio de comunicação preferido

O estudo realizado pelo Journal of Psychosocial Research on Cyberspace" também listou de que forma os telefones celulares afetam as preferências dos jovens quanto à formas de comunicação. Por exemplo, 47,3% dos entrevistados afirmaram preferir enviar mensagens de texto para evitar ter de falar diretamente com as pessoas, 62, 9% dos participantes disseram que usam mensagens de texto como principal forma de comunicação em contraste com os meros 6,9% que declararam preferir falar pessoalmente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível