Injeções de cortisona em felinos

Escrito por shellie braeuner Google | Traduzido por andré schwarz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Injeções de cortisona em felinos
Manter seu gato saudável irá deixá-lo feliz (Martin Poole/Digital Vision/Getty Images)

Alguns dos males que afetam humanos atingem também os gatos, e neles são aplicados alguns dos mesmos remédios. A cortisona é um esteroide que reduz a inflamação e dores associadas. Veterinários aplicam-na em pílulas ou em injeções de efeito duradouro e imediato que dá alívio ao animal.

Outras pessoas estão lendo

Alergias

Assim como os seres humanos, os gatos desenvolvem alergias, que ocorrem quando o sistema imunológico do animal reage a substâncias comuns. Elas encompassam uma variedade de sintomas como espirros, vômitos, diarreia, coceiras e até mesmo perda de pelo. Inflamações na pele, olhos ou no trato respiratório irritam o portador e o deixam suscetíveis a outras infecções. Uma única aplicação de cortisona ajuda a aliviar os sintomas, mas, no entanto, a única cura é determinar quais substâncias desencadeiam a reação e retirá-las das proximidades.

Sarna

Há dois tipos de ácaros que causam a sarna felina: há espécimes minúsculos que cavucam por debaixo da pele para depositar ovos e cujas larvas se alimentam do sangue; há também os que vivem em cima da pele, se alimentando da camada externa do órgão ou do sangue do animal. Ambos os tipos são riscos sérios à saúde: a perda de pelo e feridas abertas deixam a pele vulnerável a infecções e a perda constante de sangue poderá levar à anemia. A simples aplicação de cortisona não é o suficiente para proteger a saúde do gato, pois irá apenas aliviar a coceira. É necessário, portanto, o tratamento com medicação para eliminar ácaros e piolhos.

Câncer

Por reduzir inflamações, a cortisona é usada, juntamente com outros fármacos, para tratar alguns tipos de câncer. De acordo com a Cat Health, os mastocitomas felinos geralmente formam pequenos aglomerados no estômago ou nas patas e têm, em geral, 2,5 cm de extensão. Muitos veterinários podem optar por uma intervenção cirúrgica nesses casos, mas, se o tumor estiver em um ponto de difícil acesso ou se a cirurgia for muito danosa ao animal, pode-se optar por aplicar cortisona para reduzir o tamanho das células anormais.

Efeitos colaterais

O medicamento pode ter vários efeitos colaterais: ele pode fazer os gatos beberem mais, fazendo-os urinar com maior frequência e, por conta disso, sofrerem acidentes em recintos fechados. As injeções poderão também aumentar o apetite, o que poderá acarretar ganho de peso em alguns animais. Alguns donos poderão notar também uma maior agressividade. Como a substância afeta o sistema imunológico, o animal pode ficar vulnerável a infecções oportunistas. Tratamentos de longo prazo com cortisona poderão causar danos ao fígado e ao rim.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível