Como lidar com a depressão devido à separação

Escrito por faith mcgee | Traduzido por erika f curto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com a depressão devido à separação
Aprenda a lidar com a depressão devido à separação (Comstock/Comstock/Getty Images)

A separação, ou o fim de um casamento, pode causar uma depressão reativa, o que é uma extensão do transtorno de ajuste. A depressão reativa é caracterizada como uma resposta a uma situação ou evento que cause tristeza, fadiga, perda de interesse nas rotinas normais, crises de choro e insônia. Sofrer por conta da perda de um relacionamento é comum, porém esse sofrimento pode facilmente se transformar em depressão. Descubra como é possível lidar com a depressão e seguir em frente com a vida após a separação.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Mude seu ambiente. Mudar-se para outra cidade ou estado é a forma mais extrema desta sugestão, mas é possível modificar sua casa sem gastar dinheiro ou ter de mudar-se. Coloque os itens pessoais de seu parceiro em uma caixa. Devolva seus pertences ou guarde-os longe de vista. Faça algumas alterações em sua casa, como mudar os móveis de lugar, repintar as paredes ou alterar os esquemas de cores. Elas podem afetar seu humor. O azul pode provocar sentimentos de tranquilidade, já o vermelho pode induzir à energia. Ao adaptar o ambiente de sua casa ao seu gosto pessoal, é possível senti-ser mais no controle de uma situação que pareça caótica.

  2. 2

    Saia com amigos e familiares. As pessoas com depressão geralmente se isolam de atividades sociais, assim estimulando sentimentos de solidão e tristeza. Escolha atividades positivas, como visitar galerias de arte, começar um curso ou sair para jantar. Muitas pessoas caem na armadilha de ir a bares para aliviar sua depressão. No entanto, o álcool é um depressor e irá apenas piorar os sintomas. Alguns de seus contatos podem ser amigos em comum do seu ex-parceiro. Decida se está pronto para vê-los novamente. Evite trazer o passado ou o seu parceiro às conversas quando sair. Aproveite esse momento para explorar sua própria individualidade fora da relação.

  3. 3

    Tenha uma alimentação saudável. Perda e ganho de peso são sintomas comuns da depressão. De acordo com a Dr. Ingrid van Heerden, a falta de carboidratos, proteínas, vitamina B 12 e nutrientes pode agravar ou causar um estado depressivo. Crie uma dieta que consista em carnes magras, alimentos de baixo teor calórico, cereais integrais, frutas e legumes. Evite que a taxa de açúcar no sangue caia fazendo três refeições completas e duas menores ao dia. A queda do açúcar no sangue incita a ansiedade, fadiga, depressão e compulsões alimentares. Evite alimentos que façam com que se sinta letárgico ou que engordem -- como açúcar refinado, assados, alimentos fritos e carnes gordas. Aumente a sua quantidade de carboidratos.

  4. 4

    Escreva em um diário. A escrita pode fornecer uma visão catártica sobre o relacionamento e ajudar a superá-lo. É uma maneira eficaz de se desfazer de emoções e refletir sobre seus pensamentos e sentimentos atuais. Tente escrever cartas para o seu parceiro que jamais serão enviadas. Diga-lhe as coisas que gostaria de poder dizer. Compartilhe as cartas ou o diário com um terapeuta para obter esclarecimentos adicionais por questões não resolvidas ou padrões de pensamentos negativos.

  5. 5

    Agende uma consulta com um terapeuta, conselheiro ou assistente social. A terapia cognitiva ajuda a mudar os comportamentos negativos, padrões de pensamento e crenças. Um terapeuta pode ajudá-lo a curar a dor do término e ajudá-lo a definir metas. É possível que precise consultar um médico para obter uma prescrição de antidepressivos para superar os momentos difíceis. Atenha-se ao compromisso de comparecer às consultas. É melhor estabelecer uma rotina para a terapia, para que saiba que pode contar com isso quando estiver deprimido.

Dicas & Advertências

  • Participe de um grupo de apoio a divorciados para conhecer outras pessoas com problemas similares e receber informações para superar a separação.
  • Mantenha o mínimo contato possível com o seu parceiro. Seguir em frente depois de um relacionamento dá trabalho, e a interação frequente pode abrir velhas feridas e prolongar a depressão.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível