Mais
×

Como lidar com um gato paralisado

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Se seu gato apresentar uma perda súbita dos movimentos das pernas, é possível que seja uma emergência que pode até colocar a vida do animal em risco. A perda de movimentos das pernas traseiras pode ser um sinal de coluna ou pélvis quebrada ou uma doença cardíaca. Em qualquer caso, é importante levar o gato ao veterinário o mais rápido possível.

Instruções

A perda dos movimentos das pernas pode ser um sinal de uma doença grave (Thinkstock/Comstock/Getty Images)
  1. Envolva o gato em uma toalha ou cobertor antes de chegar muito perto, se ele estiver lhe atacando ou tentando arranhá-lo. Quando um gato sente dor, pode ficar agressivo, mesmo com seu dono. Se não puder chegar perto o bastante para envolvê-lo, jogue um cobertor sobre todo o corpo do animal e o envolva.

  2. Carregue o gato sobre uma tábua para evitar movimentos enquanto o transporta até o veterinário. É importante movimentá-lo o mínimo possível para evitar maiores lesões.

  3. Leve um segundo cobertor ou toalha e use-o para envolver o animal e a tábua para mantê-lo sobre ela e impedir que ele caia enquanto é carregado.

  4. Mantenha o gato aquecido no caminho até o hospital ou consultório veterinário. Use uma bolsa de água quente se tiver uma. Se não, encha uma meia com arroz seco, amarre o final e aqueça no micro-ondas por alguns minutos.

  5. Evite dar água ou alimentos ao gato, pois ele pode precisar de uma cirurgia de emergência.

  6. Leve o animal ao veterinário o mais rápido possível.

Dicas

  • Se as pernas do animal parecerem deformadas, elas podem estar quebradas e isso causa a perda de seus movimentos.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article