Como matar múltiplos processos no MySQL

Escrito por kurt schanaman | Traduzido por josé fabián
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como matar múltiplos processos no MySQL
Utilize alguns comandos para reinicializar o MySQL se ele estiver funcionando mal (Thinkstock Images/Comstock/Getty Images)

MySQL é um banco de dados de código aberto desenhado para ser executado nos sistemas operacionais Unix, Linux, Windows e Mac. Trata-se de um banco de dados "multi-threading", o que significa que o software pode executar vários processos ao mesmo tempo. Cada "thread", ou processo, possui um número chamado "Número de Identificação do Processo" dentro do sistema. Para matar vários processo MySQL, há duas formas possíveis em todos os sistemas que executem o software. Uma das técnicas é chamada "elegante" e a outra, "dura" ou "explícita".

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Abra um console de texto no sistema que contém o servidor MySQL. Para Unix ou Linux, isso pode ser feito pressionando a tecla "F1" no teclado. Para Windows, abra um console DOS clicando em "Iniciar" e depois em "Acessórios". Clique com o botão direito no "Prompt de comando" e selecione "Executar como administrador" para entrar no modo administrador. Para um Mac, clique em "Terminal" no dock da tela.

  2. 2

    Faça login na conta de administrador do sistema no prompt se estiver usando Unix, Linux ou Mac, através do console de texto. Isso já foi realizado se você tiver entrado na conta de administrador do sistema. Sem importar o sistema operacional usado, o resultado será um prompt de comando no qual podem ser executados comandos de administrador.

  3. 3

    Tente a técnica "elegante" para matar processos antes de utilizar o comando "killall" no Unix e no Linux. Esses sistemas possuem um script de inicialização para MySQL no diretório "/etc/init.d" e incluem os comandos "start" (iniciar), "reload" (recarregar) e "stop" (parar). No terminal de comandos, digite o seguinte para permitir ao MySQL encerrar todos os processos: "/etc/init.d/mysqld stop".

  4. 4

    Certifique-se de que os processos tenham sido parados junto com o servidor, digitando o comando "pidof" (em Unix e Linux: "pidof mysqld"). Você verá que os números identificadores dos processos desapareceram se o servidor foi terminado corretamente. Caso contrário, deverá usar o método "killall".

  5. 5

    Digite o seguinte no prompt de comandos em Unix e Linux: "killall -9 mysqld", e pressione a tecla "Enter" para executar o comando. Isso deverá ser utilizado apenas se o servidor não responder ao comando "shutdown". Digite "pidof mysqld" novamente para ver que todos os processos, junto ao servidor, foram terminados.

  6. 6

    Reinicialize o servidor MySQL assim que for possível se ele estiver sendo usado como parte de um site interativo disponível ao público. Para isso, digite o seguinte comando em Unix e Linux no prompt: "/etc/init.d/mysqld start" e digite mais uma vez o comando "pidof" para certificar-se de que ao menos um processo apareça, o que indicará que o servidor foi reinicializado corretamente.

  7. 7

    Digite os comandos "mysql.server stop" e "mysql.server start" no console de texto do sistema se estiver administrando um servidor MySQL em um sistema Microsoft Windows ou Mac, em vez do comando "/etc/init.d" usado nos sistemas Unix e seus derivados. Para realizar um "hard reset" no Windows, clique com o botão direito na barra de tarefas e selecione "Iniciar gerenciador de tarefas". Clique na guia "Processos" na parte superior da janela, selecione "mysqld" da lista e clique em "Finalizar processo" na parte inferior. Em um Mac, abra o "Monitor de atividades", clicando em "Aplicativos" e depois em "Utilitários". Finalize o processo "mysqld" a partir desse utilitário e reinicialize o MySQL usando "mysql.server start".

Dicas & Advertências

  • Ao matar múltiplos processos, o melhor é finalizá-los todos e não deixar nenhum deles ativo. Como você não poderá saber quais processos estão conectados a qual solicitação do usuário, um breve reinício do servidor MySQL lhe permitirá realizar o método "elegante". Dessa forma, você poderá certificar-se de que os processos em conflito sejam removidos.
  • O comando "kill -9" deve ser usado apenas como último recurso se o servidor não estiver respondendo. O MySQL terminará os seus próprios processos usando o script de inicialização, mas o comando "kill -9" os cancelará imediatamente. Com uma finalização imediata dos processos, quaisquer dados que estiverem sendo escritos no banco de dados no momento correrão o risco de ficar incompletos e fragmentados.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível