Método passo a passo para escrever poemas informativos

Escrito por nicholas zacharewicz | Traduzido por henry alfred bugalho
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Método passo a passo para escrever poemas informativos
Combine suas anotações com inspiração para fazer poesia informativa (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

A poesia pode ser algo emocional, mas, como um meio direto e eficiente de comunicação, ela pode também ser usada para informar as pessoas sobre temas importantes. Ao contrário da poesia emocional e inspirativa, contudo, a poesia informativa geralmente requer uma profunda compreensão do assunto sobre o qual se escreverá. Além disso, a leitura de um poema informativo deve ser uma atividade prazerosa. Nesse sentido, poemas informativos são uma combinação de conhecimento erudito com expressão poética.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Preparando-se para escrever seu poema

  1. 1

    Anote no papel o assunto, ideia ou sentimento que gostaria de expressar em seu poema.

  2. 2

    Descreva os principais pontos do assunto escolhido, respondendo às questões: quem? O quê? Quando? Onde? Por quê? Qual a informação que considero mais importante sobre esse assunto? Qual a informação sobre esse assunto que meus leitores consideram mais importante? Se necessário, faça pesquisas sobre o tema para responder a essas questões.

  3. 3

    Delimite os aspectos do assunto que pretende abordar. Faça-se questões como: por que alguém se daria ao trabalho de ler sobre o que estou escrevendo? Por que me preocupo com esse tema? Por que as pessoas precisam saber sobre o assunto que estou escrevendo? Se tiver dificuldades para responder a essas questões, pesquise mais sobre o tema.

  4. 4

    Escolha a forma poética que melhor se encaixa em seu tema, seus pontos principais e defina seu objetivo ao escrever este poema informativo. Por exemplo, um soneto é uma boa opção se você quiser apresentar uma crença comum e mostrar como ela deve ser corrigida; uma balada é o gênero poético ideal para recontar a história de um evento; um rondó poderia dar certo para um poema sobre um ciclo natural. Para uma listagem de formas poéticas, veja o site The Poets Garret de Terry Clitheroe na seção de referências deste artigo.

  5. 5

    Familiarize-se com a forma poética que escolheu. Aprenda sobre sua métrica, ritmo, esquema de rima e organização das estrofes.

    Esboçando e concluindo seu poema

  1. 1

    Organize suas anotações em grupos, para dar a si mesmo um rascunho de cada estrofe de seu poema. Além do rascunho das estrofes, faça anotações sobre a métrica e a rima necessárias para cada uma delas.

  2. 2

    Escreva um esboço de cada estrofe, um por vez. Procure fazer intervalos de 10 min entre o rascunho de cada estrofe, para que possa se concentrar em cada uma delas individualmente.

  3. 3

    Edite os rascunhos de cada estrofe para assegurar-se de que elas contêm todas as informações que você gostaria de incluir no seu poema e de que obedecem às regras da forma poética que você escolheu.

  4. 4

    Reúna suas estrofes em um único poema, certificando-se de que o movimento de uma estrofe para outra seja fluido.

  5. 5

    Leia o poema do início ao fim para certificar-se de que todas as informações importantes foram incluídas e de que ele segue, no conjunto, a forma poética que você escolheu. Faça anotações sobre o que precisa mudar ou adicionar.

  6. 6

    Edite seu poema baseado em suas anotações sobre mudanças necessárias. Só pare de editá-lo quando estiver satisfeito. Assim que obtiver um poema que o agrade, distribua-o como achar conveniente.

Dicas & Advertências

  • Estude sua forma poética lendo poemas do mesmo gênero. Estudar as características de um determinado gênero poético é útil, mas identificando-as numa obra pronta você aprende a usá-las em sua própria criação poética.
  • Se não conseguir encontrar uma forma poética satisfatória que se ajuste a seu tema e ao que você quer dizer, tente modificar uma forma poética padrão, adaptando-a a seu objetivo.
  • Faça uma pausa de um dia (ou pelo menos de algumas horas) entre a escrita e a revisão dos rascunhos de seu poema. Afastar-se um pouco da escrita permite que você edite seus rascunhos com uma perspectiva renovada e mais objetiva.
  • Evite colocar muita informação em um poema, até mesmo em um informativo, do contrário, é mais provável que acabe com uma prosa poética em vez de uma poesia informativa. Entre os fatos que deseja comunicar a seu leitor, escolha apenas os que combinam com a forma poética escolhida.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível