Como a mudança nos níveis de pH pode afetar um sistema biológico?

Escrito por jacobs | Traduzido por bianca amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como a mudança nos níveis de pH pode afetar um sistema biológico?
Os limões possuem um valor baixo de pH, o que significa que são mais ácidos (grupo de limones image by ANTEQUERANUS from Fotolia.com)

O pH (abreviação de "potencial hidrogeniônico") é um importante conceito em química que mede a acidez em uma solução. Como os sistemas biológicos precisam de um equilíbrio saudável para funcionar, quaisquer mudanças no pH pode afetar um sistema.

Outras pessoas estão lendo

Níveis de pH

Na química, ácido é aquela substância que aumenta a atividade de íons de hidrogênio (hidrogênio com carga elétrica) quando dissolvida na água. Os ácidos frequentemente reagem com outros compostos, o que conhecemos como acidez. Substâncias básicas ou alcalinas, por outro lado, aumentam a atividade de íons de hidroxila (oxigênio ligado com hidrogênio) quando dissolvidas na água. O pH de uma substância é medido em uma escala de14 unidades. A água pura tem o pH próximo de 7a 25° Celsius. As soluções com valores menores são ácidas, enquanto as com valores mais altos são básicas. Cada número subsequente representa uma diferença de dez vezes do nível anterior.

Equilíbrio ácido-base

A homeostase ácido-base é a função na qual níveis normais de pH são mantidos no organismo. Muitos agentes reguladores agem para evitar desequilíbrios. No sistema regulador de bicarbonato, por exemplo, o gás carbônico pode se combinar com a água para formar ácido carbônico, que se dissocia para formar um íon de hidrogênio e bicarbonato. A reação inversa pode acontecer quando catalizada por uma enzima. Essa reação pode aumentar a acidez ou alcalinidade de acordo com a necessidade. Para manter a quantia de gás carbônico em circulação, as funções respiratórias se modificam, de forma que um equilíbrio pode ser alcançado.

Níveis de pH no sangue

O pH sanguíneo deve se manter entre 7,35 e 7,45. O excesso de ácido no sangue é chamado acidemia e, o excesso de base, alcalemia. Qualquer desvio pode alterar a carga que mantém as hemácias separadas e afetar a função ou saúde de órgãos e sistemas do corpo. Como os ossos são utilizados como uma fonte mineral para o equilíbrio do pH, são sensíveis a mudanças no nível de pH do sangue. Desvios podem afetar a densidade óssea.

Ácido gástrico

Um uso muito comum de ácidos no organismo é o ácido gástrico no estômago, que consiste majoritariamente de ácido hidroclorídrico combinado com cloreto de potássio e cloreto de sódio. Seu nível de pH varia de 1 a 2. Quando os alimentos que serão digeridos entram no estômago, o ácido começa a partir estruturas proteicas e suas ligações. As pastilhas antiácido podem neutralizar o excesso de ácido gástrico se este estiver provocando desconforto.

Ambientes aquáticos

Níveis baixos de pH podem afetar o equilíbrio de sódio e cloreto no sangue de animais aquáticos. Com a perda de sódio, íons de hidrogênio são absorvidos pelas células, o que pode causar morte por asfixia ou desregulação na pressão osmótica. Um pH abaixo de 4,5 pode ser devastador para ambientes aquáticos, mas níveis mais altos também podem causar efeitos biológicos adversos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível