Mais
×

Com organizar uma cantata de Natal

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

A cantata é uma bela forma de música (costumeiramente) clássica que, como a ópera, conta uma história. Dominada por compositores como J.S. Bach, essa modalidade está interconectada com a liturgia da igreja católica, com o texto geralmente contando histórias relacionadas a Jesus Cristo. Cantatas de Natal contam a história do nascimento de Cristo, com uma música consistindo de melodia, canto recitado e refrões com pequenos acompanhamentos mas, pelo fato de a música toda recair em liturgia, todas as melodias, cantos e refrões são comumente baseados na canção sacra. Você deve seguir esses modelos gerais quando for organizar uma cantata de Natal.

Instruções

A cantata é uma bela forma de música (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)
  1. Selecione o texto que você usará como base para a cantata. Você pode escolher algo entre as letras dos evangelhos bíblicos que retratam o nascimento de Cristo, encontrar o texto de um poema natalino (certifique-se de pedir permissão ao autor), ou, ainda, escrever o seu próprio.

  2. Componha uma melodia (cântico) que servirá como o tema musical da cantata. A melodia pode usar quaisquer notas ou ritmo que você desejar, mas não deve utilizar intervalos além da 5ª, devendo primeiramente ser gradual (por exemplo, de C a D). Mantenha a melodia dentro de 1,5 oitavas.

  3. Decida como deseja apresentar o texto escolhido. Por exemplo, aqueles versos ficarão melhores como um canto recitado (texto cantado com pouquíssimo acompanhamento e pouca melodia, como um recital)? Quais textos são mais adequados para um solo, ou ficam melhores no modelo de coral? Se você escolher solistas, não vá além de três estrofes e recitativos por vez entre os cantos conjuntos.

  4. Decida que tipo de vocalização você deseja para o texto e para seu suporte. Por exemplo, se você quer ter uma solista, ela será uma soprano ou um tenor? O coro cantará na harmonia melódica de quatro partes padrão ou você fará uma experiência com refrões duplos, divididos em partes, ou uma antífona (melodias, ritmos ou harmonias de chamada e resposta)? Você terá apenas o acompanhamento de um piano ou irá contratar uma pequena orquestra?

  5. Faça esboços de versões "cruas" de cada seção da cantata em um papel apropriado ou no Finale.

  6. Concretize os seus esboços e certifique-se de que todas as seções façam uma boa transição. Verifique a pontuação à procura de erros no texto ou na notação, assim como também nas instruções vocais.

  7. Escreva ou imprima pautas individuais conforme o necessário, com base em sua orquestração (por exemplo, a parte do piano para o pianista, pontuação vocal para o solista ou o coro).

  8. Encontre músicos que estejam dispostos a se apresentar gratuitamente ou mediante um pagamento, dependendo de seu orçamento, e encontre um local em que a cantata possa ser executada, como uma igreja próxima.

  9. Ensaie a cantata e trabalhe com voluntários ou contrate pessoas para lidar com quaisquer aspectos técnicos (como, por exemplo, luzes e microfones), faça trajes especiais para a ocasião e construa um cenário (sua cantata pode estar inteiramente sem encenação ou ser dramática como uma ópera completa, dependendo de sua visão).

  10. Divulgue sua cantata e apresente-a nas datas designadas.

Dicas

  • Veja se graduandos em música podem executar a cantata para obter experiência no currículo — eles cobrarão pouco ou até mesmo nada.
  • Se você não gostar dos textos escritos que encontrar, é aceitável que escreva o seu próprio.
  • Esforce-se para colocar elementos da sintonia do cântico em todas as seções, independentemente da vocalização, para unificar a peça.

O que você precisa

  • Folha pautada ou um computador com o software de notação musical Finale
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article