Mais
×

Como o pH pode afetar seus peixes?

Peixes e outros animais e plantas aquáticos precisam que a água na qual vivem tenha um certo pH para serem saudáveis. Se o pH é muito baixo ou muito alto, os peixes podem ficar doentes, ou até mesmo morrerem. Um pH baixo significa que a água está ácida; um pH alto significa que a água está alcalina.

A maioria dos peixes precisa que a água tenha um pH neutro de 7 (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

O que é o pH?

O termo pH descreve o quão ácida ou básica uma substância é. O H refere-se à quantidade de íons de hidrogênio e de hidróxido presentes em um líquido, como a água do seu aquário. Quanto menor a quantidade de íons de hidrogênio presentes, mais ácida a substância. Quanto mais alta a quantidade de íons de hidrogênio, mais básica a substância. A escala do pH é um diagrama que fornece um guia visual para os diferentes níveis de pH. A água pura tem um pH neutro, ou seja, pH 7. O leite tem pH 6. Quanto menor o número na escala do pH, maior a acidez da substância. Por exemplo, suco de limão tem pH 2 e ácidos de baterias têm pH 1. Níveis mais altos do que 7 são mais básicos ou alcalinos. O bicarbonato de sódio tem pH 9. A lixívia, uma substância alcalina tóxica que pode causar queimaduras químicas ao tocar na sua pele, tem um pH 14.

pH e amônia

Ácidos fortes e bases podem se dissolver na água e mudar o pH dela. Pedras, componentes químicos e até mesmo a adição ou remoção de peixes do aquário podem alterar o pH dele. Isso afeta outros componentes químicos da água, como a amônia dos dejetos dos peixes. Quando o pH da água cai e ela se torna ácida, os íons de amônia reagem com a água para formar os inofensivos íons de amônia e hidroxila e dióxido de carbono. Algumas pedras não vendidas especificamente para aquários podem conter elementos nocivos, como calcário, que pode aumentar o pH da água e torná-la mais básica. Quando o pH da água aumenta e ela se torna mais básica, os íons de amônia podem reagir quimicamente com a água e formar íons de amônia tóxicos, que podem envenenar e matar os peixes.

pH da água dos peixes

Os peixes prosperam quando a água do aquário tem o mesmo pH que a água encontrada em seus ambientes naturais. Espécies diferentes exigem pH diferentes. Algumas plantas e animais aquáticos conseguem tolerar um conteúdo ácido mais elevado ou pH do que outros. Por exemplo, os peixes koi gostam de água com pH de 7,5 e conseguem tolerar até o pH 8,2. Os peixes oscar preferem água mais ácida, com pH 6,5 ou 7. Ciclídeos africanos preferem água mais básica, com pH de 8,5. Idealmente, o objetivo é ter um aquário com pH neutro de 7.

Níveis de pH prejudiciais

A água de aquários ou lagos com baixo pH é altamente ácida e pode queimar a pele de um peixe. A água com alto pH é altamente básica ou alcalina, e pode rachar ou queimar quimicamente a pele de um peixe. Peixes mais jovens são mais sensíveis a água mais ácida do que peixes adultos. A água com pH de 5 é muito ácida e mata ovas, que não eclodirão.

Alterando os níveis de pH

Use um kit de teste de pH. Se ele estiver muito baixo, a água está ácida demais. Para aumentar o pH até 7 você pode adicionar calcário ou coral triturado à água, aerar a água com uma bomba de ar para eliminar o excesso de dióxido de carbono que forma em água de baixo pH, ou usar um buffer alcalino para neutralizar o ácido e torná-lo mais neutro. Se você mora em uma área na qual a água é altamente mineralizada, ou possui alto pH, abaixe-o com um buffer ácido, use um solvente especial ou filtre a água com musgo.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article