Prevenção primária, secundária e terciária de doenças

Escrito por lee morgan | Traduzido por ninah coracini
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Prevenção primária, secundária e terciária de doenças
A medicina preventiva é voltada para a prevenção de doenças já existentes (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

A medicina preventiva é voltada para a prevenção de doenças existentes na população, em vez de procurar a cura total. Os métodos utilizados para prevenir doenças são classificados em três categorias: prevenção primária, secundária e terciária. Cada categoria de medicina preventiva tenta impedir que a doença prejudique uma pessoa ou a população, detectando-a rapidamente para evitar sua progressão ou os sintomas, ou tenta limitar o impacto de uma doença que é já diagnosticada e definida no paciente com tratamento.

Outras pessoas estão lendo

Prevenção primária

A prevenção primária de doenças é geralmente voltada para a população como um todo e é considerada o cuidado preventivo com a saúde com melhor custo benefício disponível, de acordo com o Fitzgerald Health Education Associates (Educação da Saúde Fitzgerald Associados). As imunizações são, provavelmente, o melhor exemplo de prevenção primária, enquanto a educação para a saúde, como promover o uso de preservativos para evitar HIV, também representa grande parte dos esforços de prevenção primária. A pasteurização do leite para evitar as possíveis doenças de infecção bacteriana é considerada medicina preventiva primária. O objetivo principal de prevenção primária de doenças é evitar totalmente sofrimento, gastos e sobrecarga, intervindo antes do início de qualquer doença, de acordo com a Enciclopédia de Saúde Pública.

Prevenção secundária

A prevenção secundária de doenças é destinada para aqueles que têm fatores de risco para uma doença, mas ainda não têm um diagnóstico ou sintomas. O objetivo é identificar e, se necessário, tratar essas pessoas e identificar a doença o quanto antes, para, possivelmente, evitar que a doença e os sintomas avancem. Os testes de despiste são um excelente exemplo de prevenção secundária. Ao diagnosticar as doenças rapidamente, especialmente nos casos de alguns tipos de câncer e doenças cardíacas, a progressão da doença pode frequentemente ser modificada em favor do paciente, para minimizar os seus efeitos.

Prevenção terciária

Quando a prevenção primária falhou e a prevenção secundária fez tudo o que podia fazer para melhorar a situação do paciente, a prevenção terciária se torna o meio para combater a doença. A prevenção terciária é todo o resto necessário para cuidar do paciente na luta contra a doença, de acordo com o Fitzgerald Health Education Associates. São feitas tentativas para minimizar o impacto negativo da doença, restaurar a função e prevenir complicações. Exemplos de prevenção terciária incluem o acompanhamento e monitoramento de todos os medicamentos prescritos, para garantir que o paciente os esteja tomando, a terapia para ajudar a restaurar a função em doenças debilitantes e qualquer procedimento médico indicado para tratar ou curar a doença.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível