Problemas na marcha lenta de uma Kawasaki Ninja 250R

Escrito por chris gilliland Google | Traduzido por rodrigo da silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Problemas na marcha lenta de uma Kawasaki Ninja 250R
Uma marcha lenta excepcionalmente alta pode ser tanto perturbadora quanto perigosa para qualquer piloto de uma Ninja 250R (John Foxx/Stockbyte/Getty Images)

Uma marcha lenta excepcionalmente alta pode ser tanto perturbadora quanto perigosa para qualquer piloto de uma Ninja 250R, desviando a atenção para longe da estrada. Embora uma marcha lenta elevada possa, por vezes, ser atribuída a um baixo nível de combustível, a maioria das situações de marchas lentas altas aparecem em uma dessas três formas: uma velocidade de marcha lenta ligeiramente maior do que 1300 RPM; uma RPM alta, que não mudará, independentemente das alterações da velocidade da marcha lenta; ou como uma suspensão de repouso quando o acelerador é fechado.

Outras pessoas estão lendo

Nível de combustível inadequado

Verifique se o tanque da sua Ninja 250R está preenchido com gasolina nova e se a válvula do tanque de combustível está definida em "On" (Ligado) ou na posição de "Reserva". O carburador das Ninja 250R, especialmente os modelos anteriores, têm uma tendência a aumentar a velocidade da marcha lenta quando os níveis de combustível chegam ao mínimo.

Ajuste básico da marcha lenta

O ajuste incorreto da marcha é a causa mais simples e comum da marcha lenta em uma Ninja 250R. Abra completamente o afogador, em seguida inicie o motor. Todas as Ninja 250R requerem um total de três a cinco minutos antes de sufocar o motor aquecendo até a temperatura de funcionamento. Durante o aquecimento, o motor rodará a 5.000 RPM, o que é normal. Não se apresse com a fase de aquecimento, ela é crítica para atingir e manter a velocidade da marcha lenta certa. Quando o motor estiver aquecido, feche o afogador e observe o tacômetro da motocicleta. Idealmente, a Ninja deve se contentar com uma marcha lenta de 1.300 RPM. Se ela for maior do que 1.300 RPM, corrija a velocidade utilizando o botão de ajuste de repouso inferior do lado esquerdo do tanque de gasolina, até que a velocidade da marcha lenta diminua para 1.300 RPM.

Marcha lenta não diminuindo

Um aumento repentino da marcha lenta do motor desde o momento em que este é iniciado é um sintoma de que o cabo do acelerador está demasiadamente apertado. A tensão no cabo impede que as válvulas dos carburadores se fechem completamente, criando uma elevada velocidade da marcha lenta entre 2.000 a 5.000 RPM. Torça ligeiramente o punho do acelerador. O aperto deve se mover pelo menos dois a três milímetros antes de começar a puxar o cabo do acelerador, sentindo uma ligeira resistência. Se sentir resistência imediatamente ao torcer o punho do acelerador, solte a porca do cabo do mesmo com uma chave de 10 milímetros. Gire o parafuso de ajuste com rosca na base do cabo no sentido horário com a mão para soltá-lo. Deixe a sua motocicleta em funcionamento e ouça a marcha lenta conforme você solta o cabo. A marcha lenta deve diminuir progressivamente. Quando a velocidade da mesma nivelar entre 1.500 a 1.300 RPM, aperte a porca de fixação do cabo contra a carcaça do acelerador com sua chave de 10 milímetros. Redefina a base da marcha para 1.300 RPM, se necessário.

Marcha lenta travando na rotação maior e caindo para 1.300 RPM

Uma marcha lenta suspensa entre o intervalo de 5.000 a 3.000 RPM, que ocorre quando você está fechando o acelerador, é normalmente causada por um rebordo do carburador danificado, permitindo que o ar entre no motor. Você precisará remover o assento da motocicleta e as tampas laterais antes de desapertar os parafusos na base do tanque de gasolina com um soquete de 10 mm e uma chave de soquete. Sustente o tanque com um bloco de madeira para acessar os carburadores e seus rebordos. Inspecione visualmente o rebordo, procurando por sinais de danos. Se os grampos estiverem bem apertados e os rebordos parecerem intactos, ligue o motor e complete o seu processo de aquecimento. Borrife uma pequena quantidade de um óleo penetrante de borracha de segurança em torno dos rebordos dos carburadores, um de cada vez, e ouça mudanças na marcha lenta do motor. Uma ligeira redução na marcha é uma indicação de que o rebordo está comprometido e terá de ser substituído.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível