Procedimentos de biópsia no seio guiada por ultrassom

Escrito por m. gideon hoyle | Traduzido por camille sampaio
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Uma biópsia no seio é um procedimento realizado para detectar a presença do câncer e outros problemas nos seios. Ela envolve a remoção de uma pequena quantidade de tecido ou fluido, que são examinados em detalhes para sinais de anormalidade. Em alguns casos, a área de anormalidade em potencial é pequena e difícil de determinar. Biópsias guiadas por ultrassom usam técnicas de imagem especiais para guiar os médicos nessas pequenas áreas.

Outras pessoas estão lendo

Razões para uma biópsia guiada por ultrassom

De acordo com a Sociedade Norte-Americana de Radiologia, você pode realizar biópsias no seio guiadas por ultrassom para investigar anomalias, incluindo distorções na estrutura do tecido do seu seio, massas sólidas e áreas de mudança anormal no tecido. Embora o ultrassom seja tipicamente usado para monitorar mudanças que não possam ser sentidas por mãos, você também pode se submeter ao procedimento para massas maiores.

Procedimentos de biópsia

Dependendo das suas necessidades médicas, o ultrassom pode ser usado como parte dos três procedimentos minimamente invasivos — biópsia de fragmento com agulha, punção aspirativa por agulha fina e mamotomia — ou como parte do procedimento cirúrgico chamado biópsia orientada por fio metálico. A biópsia de fragmento com agulha usa uma grande agulha oca para remover amostras de tecido da pessoa. A punção aspirativa por agulha fina usa uma agulha bem menor para reunir células ou fluido. Na mamotomia, um dispositivo de aspiração especializado é usado para extrair múltiplas amostras através de uma única inserção de agulha. A biópsia orientada por fio metálico envolve inserir um fio na área sob exame como guia para a remoção cirúrgica de tecido. Normalmente, a biópsia do seu será realizada em um âmbito ambulatorial e sob anestésico loca. No início do procedimento, um especialista em ultrassom ou radiologista (especialista em diagnóstico por imagem) examinará seu seio com um dispositivo chamado transdutor de ultrassom, que retransmite interpretações visuais das ondas sonoras do interior do seio para um monitor de visualização. Tais imagens serão usadas como guia durante a biópsia. Após localizar a área com o ultrassom, seu médico fará uma pequena incisão no seio para marcar a parte de entrada da agulha ou fio para a biópsia. Usando as imagens em tempo real do ultrassom, ele irá inserir a agulha ou o fio através do interior do seio na área designada para a coleta de amostra. Se você se submeter a um procedimento de biópsia de fragmento com agulha, um mecanismo automatizado guiará a agulha da biópsia a diferentes pontos da área alvo, onde extrairá amostras de tecido, uma por vez. Normalmente, três ou seis amostras são tiradas. Se uma punção aspirativa por agulha fina for realizada, uma seringa afixada à agulha da biópsia será usada para coletar o material de amostra. Em um procedimento de mamotomia, a agulha da biópsia irá girar no lugar enquanto o dispositivo de aspiração extrairá séries de oito a dez amostras. Se você for submetida a uma biópsia orientada por fio metálico, um cirurgião seguirá o fio inserido e extrairá uma amostra. No final do procedimento, um pequeno marcados pode ser deixado dentro do seio como guia para possíveis exames futuros.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível