Como projetar um filtro EMI

Escrito por dwight chestnut | Traduzido por rodrigo da silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como projetar um filtro EMI
Os filtros EMI protegem os circuitos dos ruídos elétricos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Os circuitos elétricos e eletrônicos são constantemente bombardeados com a interferência eletromagnética (EMI - sigla em inglês). Um exemplo simples de EMI é quando alguém pluga um eletrodoméstico, como um aspirador de pó, e ao ligá-lo, o ruído é captado por um receptor de rádio nas proximidades. Os filtros EMI são usados ​​para filtrar as interferências EMI, e podem ser sofisticados ou simples. Um filtro EMI simples consiste de um circuito com um resistor, um indutor e um capacitor (RIC). As etapas a seguir descrevem como calcular os componentes R, I e C de um filtro EMI. Uma vez que estes componentes forem determinados, o filtro poderá ser construído, instalado e colocado em operação.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Especificações para conversão de energia
  • Calculadora

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Escolha um conversor de energia que operará com o filtro EMI. A partir da especificação do conversor de energia, determine a faixa de operação de entrada de tensão, a potência de saída, a eficiência operacional, a frequência de comutação e o limite de emissões conduzidas.

  2. 2

    Calcule o componente da resistência (R) no circuito de filtro RIC. Eleve a tensão de entrada do conversor de energia ao quadrado e multiplique os resultados pela eficiência de operação do conversor de energia. Divida os resultados pelo poder do conversor de saída. Os resultados serão o R no circuito RIC em ohms.

  3. 3

    Determine a amplitude do pico do conteúdo harmónico associada com a corrente de entrada. Multiplique a tensão de entrada do conversor de energia pela eficiência de operação do conversor. Divida a potência de saída deste pelo resultado. O resultado será a média da amplitude do impulso de corrente de entrada. Em seguida, divida a atual média de 0,50, ou 50%. Cinquenta por cento é considerado o pior ciclo do impulso de entrada. O resultado corresponde ao pior caso da amplitude do pico de um eventual sinal de interferência EMI.

  4. 4

    Calcule a atenuação requerida para o filtro EMI. Para a atenuação, você precisa de uma amplitude e de uma frequência. Para determinar a atenuação de amplitude, divida a amplitude do pico determinado na etapa anterior pelo valor de especificação da emissão conduzida definido no primeiro passo. Para determinar a frequência da atenuação ou a frequência do filtro, tire a raiz quadrada da amplitude de atenuação e, em seguida, divida o valor da frequência da comutação, que você determinou na primeira etapa, pelo número resultante.

  5. 5

    Calcule o componente do condensador (C) para o circuito do filtro RIC. Multiplique a atenuação de frequência pela impedância de entrada. Em seguida, multiplique o resultado por 6,28. Em seguida, divida os resultados por 1. O número resultante será o valor do condensador do componente RIC em unidades de farads.

  6. 6

    Calcule o componente indutor (L) para o circuito do filtro RLC. Multiplique a frequência de atenuação por 6,28. Divida o número resultante pelo valor de R anteriormente determinado. O resultado será o valor do componente indutor do circuito RIC em unidades de henry.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível