As proporções entre as polias de um alternador

Escrito por kristin jennifer | Traduzido por rodrigo da silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As proporções entre as polias de um alternador
polia do alternador (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Alternadores convertem a corrente alternada em corrente contínua, a fim de suprir as necessidades elétricas de um veículo. A corrente elétrica gerada pelo alternador dá partida ao motor, faz funcionar o aparelho de som, as luzes e outros componentes elétricos quando o motor do veículo está em movimento. A polia do alternador determina a velocidade do mesmo.

Outras pessoas estão lendo

Componentes do alternador

Um alternador é constituído por um rotor, um estator, um retificador, um regulador e uma polia. A polia está ligada à roldana do eixo do motor, e à correia da serpentina, a qual, tal como o seu nome indica, é longa e tortuosa.

A função da polia

A polia aciona o rotor, que gira dentro do campo magnético criado pelo estator. A dinâmica entre o rotor e o estator magnético gera uma corrente elétrica que é distribuída ao motor e à bateria para recarregá-la depois da ignição.

A proporção da polia

A proporção da polia se refere ao tamanho da polia do eixo dividida pelo tamanho da polia do alternador, a qual é a menor. A maioria das proporções das polias variam entre 2:1 a 3:1. A proporção determina a velocidade com que o rotor irá girar. Uma proporção da polia superior significa que mais eletricidade está sendo gerada porque a polia do alternador está girando mais rápido do que a do eixo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível