Quais são as aplicações de um multímetro?

Escrito por michael o. smathers | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são as aplicações de um multímetro?
Um multímetro não pode medir corrente em uma PCI (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Para que a eletricidade alimente os aparelhos, ela deve fluir através de um circuito, pois não consegue fazê-lo em um caminho linear. Por exemplo, quando uma bateria é colocada em um suporte, ela cria uma ponte positiva e uma negativa para completar o circuito. A corrente flui a partir do terminal negativo, através do aparelho e de volta para o terminal positivo. Se um circuito elétrico for interrompido, essa corrente não poderá fluir. O multímetro é um dispositivo usado para testar e solucionar os diferentes aspectos de um circuito elétrico.

Outras pessoas estão lendo

Tensão

Tensão é a diferença de potencial elétrico que faz com que os elétrons se movimentem por um circuito, de um ponto a outro. Sem uma fonte de tensão, a eletricidade não fluirá. Os multímetros podem medir tanto tensão AC quanto DC, em faixas diferentes, ao ajustar o seletor no dispositivo e encostar as duas ponteiras em pontos de contato no circuito, enquanto a corrente esteja fluindo. Idealmente, o multímetro deve ser conectado aos pontos de contato nos dois lados da fonte de energia: a ponteira vermelha ao terminal positivo e a preta ao termina negativo. Se estiverem invertidas, a leitura será negativa.

Resistência

Medir a resistência de um circuito permite a verificação de fios rompidos ou curtos-circuitos quando o seletor estiver na escala de "Ω" ou ohms. Normalmente, a resistência de fios de cobre e outros materiais usados em um circuito deve ser extremamente baixa. Se obter medidas altas, é provável que haja um rompimento. Durante o teste de resistência, a energia deve ser removida do circuito, de modo que o multímetro possa induzir uma tensão pequena, enviá-la ao circuito e determinar a resistência.

Diodo

Um diodo é um componente que mantém o fluxo de corrente em um único sentido. É útil em circuitos AC, nos quais a corrente muda de direção constantemente e deseja-se que ela siga um único sentido. Dispositivos mais sofisticados possuem uma função de teste de diodo, mas ainda pode-se testá-los medindo a resistência nas duas direções do componente. Um diodo danificado pode destruir ou danificar um componente elétrico.

Corrente

Muitos multímetros incluem duas configurações para medir corrente: uma usada para correntes entre 300 mA e 10 A, e outra para correntes menores que 300 mA. Para medir corrente, é necessário abrir o circuito e colocar o multímetro em série para que a energia flua através dele. Em placas de circuito impresso (PCIs) é impossível realizar essas medições, pois não há como romper as trilhas do circuito. Em vez disso, para corrente DC, mede-se a tensão e divide-se o valor pela resistência. A corrente contínua é usada em aplicações de baixa tensão.

Segurança

Embora o multímetro possa medir uma grande variedade de valores, as ponteiras precisam estar ligadas aos conectores corretos, ou corre-se o risco de ferimentos e danos elétricos. Durante uma medição de tensão, resistência ou diodo, a ponteira vermelha deve estar presa ao conector marcado "VA+". Durante medições de corrente, a ponteira vermelha deve estar plugada no conector adequado. A ponteira preta sempre deve estar no conector "COM". O multímetro deve estar limpo e seco. Umidade ou sujeira podem atrapalhar as leituras do dispositivo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível