Receptores que detectam frio e calor

Escrito por tony oldhand | Traduzido por raquel l. pontes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Receptores que detectam frio e calor
Receptores são células nervosas que enviam sinais (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Termorreceptores são células nervosas individuais que recebem informações sobre temperaturas e ativam um pulso elétrico, ou "choque", quando ativadas. O processo ocorre em um nível microscópico, então centenas de milhares de receptores estão sendo constantemente ativados. O cérebro processa todas as informações. Termorreceptores são ligados a outros receptores, como os de dor, que são ativados quando calor ou frio extremos são detectados, mandando sinais de dor para o cérebro junto com informações sobre temperatura.

Outras pessoas estão lendo

Características dos termorreceptores

Os termorreceptores são um grupo especializado de células nervosas que sentem calor e frio. Quando um deles é ativado, ou entra em "choque", ele manda um pulso elétrico para a coluna vertebral. O pulso viaja por ela acima, onde finalmente encontrará o cérebro. Pelo fato da eletricidade viajar na velocidade da luz, a transferência de informação é quase instantânea. De acordo com Dawn A. Tamarkin da Springfield (Mass.) Technical Community College, os receptores de calor são ativados entre os 25ºC até 45ºC ou mais. Os receptores de frio são ativados desde os 10ºC até aproximadamente 20ºC. Note que a variação da temperatura dos receptores de calor é muito maior que dos de frio. O mecanismo exato de recepção e transferência de informação, em 2011, ainda não era totalmente compreendido.

Interconexão a outros receptores

Os termorreceptores não trabalham sozinhos. Eles são interconectados com outros. Por exemplo, quando o calor ou o frio tornam-se extremos, os termorreceptores param de agir. O sinal é tomado por receptores de dor, chamados nociceptor, que entram em ação e transmitem sinais de dor. Outros exemplos são o paladar e o olfato. Os termorreceptores são ligados aos receptores do paladar (lingual) e do olfato (olfativo). Um exemplo disso, tirado da New World Encyclopedia, é que uma limonada gelada é saborosa, mas molho de carne gelado não.

Métodos de transferência

Os receptores transmitem seus sinais através de nervos, que funcionam como cabos. Pense em um receptor como um pequeno aparelho de transmissão de sinal. Quando uma corrente elétrica é transmitida, ela viaja até o nervo espinhal da coluna. Tenha em mente o fato de que bilhões de receptores estão constantemente entrando em ação e desligando, mandando sinais para bilhões de nervos. Os nervos estão agrupados em canais. A transmissão da corrente dos canais é inversamente proporcional à entrada do sinal de temperatura. Quanto mais forte a transmissão de sinal pelo receptor, mais fraca a transmissão final e vice-versa.

Localização dos termorreceptores

Os termorreceptores estão localizados em várias partes do corpo. Algumas áreas são a cavidade nasal, a língua, a bexiga e a pele. A córnea também possui receptores de frio que ativam o piscar dos olhos e a formação de lágrimas. Estudos sobre a localização de termorreceptores ainda estão em andamento. Alguns são encontrados em certas áreas do trato intestinal. Alguns animais, como cobras, possuem áreas especializadas com receptores de calor que detectam níveis de calor infravermelho muito baixos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível