Regras da fonética em inglês

Escrito por alyson paige | Traduzido por alana medeiros
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Regras da fonética em inglês
Fonética envolve sons associados a grupos de letras (colourful letters image by forca from Fotolia.com)

A fonética representa um método de leitura e pronúncia com regras bastante precisas. Compreender as regras da fonética ajuda os professores a ensinar as complexidades da leitura em inglês para alunos do ensino fundamental. Essas regras guiam os jovens leitores a uma maior compreensão da leitura. Tal como acontece com muitas regras no inglês, as exceções marcam a lista de regras de fonética. Geralmente, em fonética, as vogais incluem as vogais padrão e os ditongos, que incluem "oi", "oy", "ou" e entre outros. Todas as outras letras, que impedem ou limitam o fluxo de ar na garganta, compreendem consoantes, segundo o site Glendale Community College.

Outras pessoas estão lendo

Sílabas e vogais

A fonética estabelece regras para os sons das palavras que orientam os alunos a reconhecê-las e a aprender a ler. Algumas regras de fonética se aplicam ao conteúdo de sílabas. Todas as sílabas, de acordo com as regras da fonética, devem incluir pelo menos uma vogal. Sem vogais, nenhuma sílaba em inglês e, consequentemente, palavras, poderiam ser pronunciadas. Vogais incluem "a", "e", "i", "o", "u" e "y". Se "y" começa uma palavra, a letra serve como uma consoante.

Dígrafos

Regras de fonética direcionam o caminho que sons criam quando eles aparecem juntos. Duas consoantes em conjunto podem formar um único som, chamado consoante dígrafa. Um dígrafo consonantal conta como uma única letra e não é separado em sílabas. Exemplos de dígrafos consonantais incluem, mas não estão limitados a, "ch", "th" e "ph".

Vogais longas

Sílabas em inglês, compostas de vogais e combinações de consoantes, criam pronúncias longas e curtas. Com sílabas que terminam em qualquer das vogais, se a vogal final é a única vogal na sílaba, ela geralmente se forma um som longo. Exemplos de vogais longas em sílabas que terminam em uma vogal incluem o "pa" no "paper" e "my." Outros casos de vogais longas incluem sílabas que terminam em um "e" mudo. Por exemplo, em a palavra "tape", o "a" é longo por causa do fim "e". Em sílabas com duas vogais juntas, a primeira vogal é longa e a segunda é silenciosa. Exemplos incluem "fail" e "meat".

Controlado por R

A letra "r" faz com que os sons sejam controlados. Quando um "r" ocorre na mesma sílaba, como vogal, a vogal é controlada pelo "r". Vogais desse tipo não são nem longas nem curtas. Elas geralmente soam semelhante."Ir" e "er", por exemplo, são vogais controladas com os mesmos sons.

Consoantes

Os sons de consoantes dependem da presença e localização de vogais em uma sílaba. Quando a consoante "c" precede "e", "i" ou "y", o "c" soa como um suave "s", como em "cellar", segundo o website How to Study . Quando a letra "g" precede "e", "i" ou "y", a consoante geralmente soa como uma suave "g" ou "j". Sílabas com uma única vogal que termina em uma consoante criam um som de vogal curta como em "red" ou "slap".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível