O que é a resolução de um microscópio?

Escrito por brent smith | Traduzido por bianca amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é a resolução de um microscópio?
Entenda o que significa a resolução quando usar um microscópio (Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images)

A resolução de um microscópio define sua capacidade de diferenciar dois objetos quando você os observa em uma lâmina, e o termo é sinônimo de limite de resolução ou poder de resolução. Através da compreensão do que é a resolução de um microscópio, bem como o que ela não é, você poderá aproveitar melhor a ferramenta para identificar as suas imagens.

Outras pessoas estão lendo

Definição

A resolução de um microscópio é a capacidade de determinar com clareza dois pontos ou objetos separados como entidades singulares e distinguíveis. Se os objetos estiverem mais próximos do que o devido em sua resolução, eles irão se unir em um borrão, tornando impossível diferenciá-los. Use o poder de resolução das lentes do microscópio para ajustar a resolução — que é diferente de ampliação. Esta é a capacidade do microscópio de aumentar o tamanho, mas sem melhoras na definição. Embora também utilize as lentes, se o poder de resolução for baixo, a ampliação apenas deixará maior um objeto borrado.

Escolhendo a resolução certa

Alguns cientistas de microscopia recomendam 0,2 micrômetros ou 200 nanômetros como a melhor resolução para um microscópio óptico. Contudo, considere se a resolução pode danificar o objeto antes de configurá-la. Se a resolução for muito alta, por exemplo, as lentes irão requerer óleo ou outros líquidos que podem prejudicar lâminas mal preparadas. Ainda, meça o tamanho das lentes em comparação ao tamanho do objeto, já que, se as lentes forem muito grandes, poderão esmagá-lo.

Selecionando o que observar

Escolha uma resolução que mostre a maior quantidade de espécimes possível, aumentando a resolução se apenas uma pequena parte estiver visível no canto do canhão. Você precisará de mais luz a cada vez que aumentar a resolução — se mais luz não estiver disponível, escolha uma resolução menor.

História

Como a resolução de um microscópio depende do foco de luz e das ondas de luz, microscópios tradicionais não são usados por cientistas. Por outro lado, preferem microscópios eletrônicos ou de varredura. O primeiro a revelar as limitações do microscópio óptico foi o cientista do seculo XIX Ernst Abbe, alegando que a luz não poderia ser focada em um ponto infinitamente pequeno: ao tentar fazê-lo, a imagem seria borrada pela difração. O menor ponto possível mediria aproximadamente um terço do comprimento de onda, ou em torno de 200 nanômetros.

Avanços

Essa limitação era universalmente aceita e praticada até 1999, quando cientistas no Instituto Max Planck de Química Biofísica em Goettingen, Alemanha, ultrapassou o limite da onda natural de luz usando dois raios laser. Um dos raios focava no objeto de observação, enquanto o outro fazia uma impressão no ponto fluorescente criado pelo primeiro, fazendo com que o ponto observado no microscópio fosse 30% menor ao limite encontrado anteriormente por Ernst Abbe na década de 1870.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível