Riscos da cirurgia empregando o laser yag

Escrito por ashley hindsman | Traduzido por agmar vitti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Riscos da cirurgia empregando o laser yag
O uso do laser yag é comum em cirurgias plásticas (bluelights monument image by Laur from Fotolia.com)

A cirurgia com o laser yag ou cirurgia a laser neodímio dopado com ítrio-alumínio-granada é o uso deste tipo de laser para se fazer incisões durante um procedimento cirúrgico. Este tipo de laser foi primeiramente demonstrado em 1964. Ele é utilizado em procedimentos cirúrgicos diversos, incluindo a oftalmologia, a oncologia, a cirurgia cosmética, a ginecologia e a odontologia. Ele também possui vários usos não relacionados à medicina, como utilização para marcação e uso militar.

Outras pessoas estão lendo

Usos na cirugia ocular

A cirurgia com o laser yag é comum para aqueles que sofrem de catarata e possuem visão embaçada após a cirurgia inicial da catarata. Isto chama-se opacificação da cápsula posterior e ocorre quando a parte da cobertura da lente fica embaçada e afeta gravemente a visão. Isso pode acarretar na perda de visão tanto quanto a catarata.

O laser yag é usado para perfurar o revestimento de trás da lente, permitindo que a luz passe através da retina do fundo do olho.

Este procedimento é ambulatorial e não requer anestesia, uma vez que é indolor. O paciente pode permanecer no consultório por até duas horas para que tenha a pressão ocular checada após o procedimento.

Riscos da cirurgia empregando o laser yag
A cirurgia com o laser yag é comum para aqueles que sofrem de catarata e possuem visão embaçada (Comstock/Comstock/Getty Images)

Riscos da cirurgia ocular com o laser yag

O aumento da pressão ocular no curto prazo é em efeito comum após a cirurgia com o laser yag. Por isto a pressão é monitorada cuidadosamente após o procedimento. Outros riscos incluem o descolamento de retina, o inchaço do centro da retina, danos às lentes intraoculares ou seu deslocamento, sangramento da frente ocular e inchaço do revestimento ocular.

Riscos da cirurgia empregando o laser yag
O aumento da pressão ocular no curto prazo é em efeito comum após a cirurgia com o laser yag (Photos.com/AbleStock.com/Getty Images)

Depilação com o laser yag

O laser yag é geralmente usado na depilação, uma vez que ele é eficiente na destruição dos folículos capilares. A redução temporária dos pelos dura até três meses, enquanto que a redução mais permanente de pelos dura seis meses ou mais.

Este procedimento pode ser feito em qualquer lugar da pele que possua pelos indesejáveis, incluindo braços, pernas, axilas e virilha. Áreas sensíveis, como a virilha, buço e outras regiões faciais, podem exigir a aplicação de anestesia.

Riscos da cirurgia empregando o laser yag
O laser yag é geralmente usado na depilação (Kim Steele/Photodisc/Getty Images)

Riscos da remoção de pelos com o laser yag

Existem alguns fatores de risco associados à remoção de pelos com o laser yag, mesmo se você estiver nas mãos dos melhores médicos. Podem ocorrer descolorações na pele, dores ou desconfortos, coceiras, foliculite, pelos encravados, reativação do vírus da herpes, bolhas, infecções, resultados temporários, insatisfação ou sintomas graves podem ocorrer. Cicatrizes permanentes, escurecimento permanente de tatuagens ou pigmentos cosméticos permanentes, danos oculares, cegueira, dores de cabeça, vermelhidão persistente e hematomas raramente ocorrem na maioria dos pacientes.

Riscos da cirurgia empregando o laser yag
Existem alguns fatores de risco associados à remoção de pelos com o laser yag, mesmo se você estiver nas mãos dos melhores médicos (Dynamic Graphics/Creatas/Getty Images)

Renovação da superfície da pele com o laser yag

Problemas cutâneos comuns podem também ser tratados com o laser yag, incluindo a flacidez, as rugas, a descoloração, a acne e veias varicosas. Muitos pacientes mostram-se satisfeitos após terem optado pela cirurgia com este laser, mas algumas complicações podem ocorrer. Desconfortos, formação de crostas, secreções e sangramentos podem ser observados imediatamente após o procedimento. Estas ocorrências somem depois de algumas semanas.

Riscos da cirurgia empregando o laser yag
Problemas cutâneos comuns podem também ser tratados com o laser yag (Creatas Images/Creatas/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível