Sintomas da displasia broncopulmonar

Escrito por shelley moore | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Recém-nascidos prematuros e outros bebês que apresentam dificuldades respiratórias logo após o nascimento correm o risco de desenvolver uma condição chamada displasia broncopulmonar, às vezes chamadas de doença pulmonar crônica. Ela consiste em uma inflamação e formação de cicatrizes durante as primeiras semanas após o parto, que causam desenvolvimentos anormais do tecido pulmonar.

Outras pessoas estão lendo

Síndrome do estresse respiratório

A maioria dos bebês que desenvolvem displasia broncopulmonar nasce com a síndrome do estresse respiratório. Os sintomas incluem respiração rápida, curta e pesada, grunhidos ao expirar e tosse.

Sinais corporais

Os sinais corporais da respiração pesada incluem puxões na área abaixo das costelas ao inspirar e esticar o pescoço para puxar mais ar para os pulmões.

Diagnóstico

Os médicos geralmente diagnosticam a displasia broncopulmonar se o bebê ainda precisar de oxigênio adicional após 14 ou 28 dias de vida. Raios X podem mostrar que os pulmões possuem o aspecto de uma esponja.

Hipertensão arterial pulmonar

Os bebês com displasia broncopulmonar podem desenvolver pressão alta nos vasos sanguíneos que levam o sangue do coração aos pulmões, uma condição chamada hipertensão arterial pulmonar.

Insuficiência cardíaca

A displasia broncopulmonar também pode aparecer junto com a insuficiência cardíaca do lado direito do coração, causada pela hipertensão arterial pulmonar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível