Sintomas de enxaqueca e de ataque de pânico

Escrito por michael marcus | Traduzido por nicolle roesner
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sintomas de enxaqueca e de ataque de pânico
A enxaqueca é uma dor incômoda e que pode começar devagar ou atacar de repente. (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Enxaquecas são muito doloridas, desde levemente desconfortáveis até incapacitantes. Elas podem vir lentamente ou atacar de repente. Elas podem ser desencadeadas por diversos fatores, incluindo ataques de pânico. Esse artigo irá observar alguns desencadeadores e sintomas de enxaquecas, como distingui-la de um ataque de pânico e como prevenir o retorno da dor de cabeça.

Outras pessoas estão lendo

Definindo enxaquecas

Uma enxaqueca é uma dor de cabeça severa causada por atividades anormais no cérebro e nas veias cerebrais. Normalmente, enxaquecas estão altamente localizadas, com a dor centrada em um dos lados da cabeça ou atrás dos olhos. Náusea e sensibilidade à luz e sons também são sintomas comuns. Sofredores de enxaquecas ocasionalmente relatam sentir uma aura antes que a dor de cabeça realmente comece. Uma aura é um sintoma precursor. Elas são geralmente de natureza visual e podem incluir desconforto atrás dos olhos, "pontos" no campo de visão ou sensibilidade à luz. Uma aura é um aviso de que a enxaqueca está a caminho e pode dar ao sofredor um pouco de tempo para descansar ou tomar remédios preventivos. A maioria dos pacientes não experienciam esse sintoma. A atividade do cérebro e das veias que causa enxaqueca ocorre devido a inúmeros fatores, chamados desencadeadores. Estes podem incluir estresse, certas comidas ou elementos do ambiente. Chocolate, cafeína, barulhos altos, luz artificial e ataque de pânico têm sido identificados como potenciais desencadeadores de enxaqueca.

Pânico e enxaquecas

Um ataque de pânico é um aumento repentino na ansiedade acompanhado por sintomas físicos, como suor, aumento da frequência cardíaca e falta de ar, e sintomas mentais, como medo ou paranoia. Assim como nas enxaquecas, ataques de pânico têm desencadeadores, mas neste caso eles são geralmente psicológicos. Fobias são desencadeadores comuns de ataque de pânico. Alguns dos sintomas físicos do pânico podem imitar os iniciais da enxaqueca, especialmente se as dores de cabeça do sofredor são desencadeadas por estresse. Enxaquecas podem, às vezes, desencadear ataques de pânico.

Tratamentos diferentes para problemas diferentes

Enquanto enxaquecas e ataques de pânico podem desencadear um o outro e criar sintomas similares, eles são distúrbios diferentes. Enxaquecas são de natureza física, enquanto ataques de pânico são geralmente psicológica. Essas diferenças pedem tratamentos diferentes. Dos dois, ataques de pânico são mais fáceis de tratar. Medicação antidepressiva ou ansiolítica são eficazes e a terapia pode ajudar os pacientes a vencerem os problemas psicológicos. Entretanto, enxaquecas são uma história diferente.

Tratando enxaquecas com medicação

As medicações para enxaqueca trabalham para abrir veias comprimidas, restaurando a circulação normal na cabeça e aliviando a dor. O inconveniente é que elas possuem duração limitada e um efeito rebote (a dor de cabeça volta quando a medicação sai do organismo).

Tratando enxaquecas de forma holística

Um tratamento mais efetivo de enxaqueca envolve ensinar o paciente a entender e modificar os desencadeadores do ambiente. Desencadeadores comuns incluem cafeína, desidratação, excesso de esforço físico ou até mesmo alguns perfumes. Reduzir a exposição a esses fatores irá diminuir drasticamente a incidência de enxaquecas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível