Terapia com luz para cicatrização de tecidos danificados

Escrito por brenda thamm | Traduzido por fellipe jardim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Terapia com luz para cicatrização de tecidos danificados
Terapia com LED (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

a terapia com luz ou LED (diodo emissor de luz) para cicatrização do corpo começou acidentalmente na década de 1960, quando os Russos e Tchecos tentaram padronizar cores ao isolar as mesmas para uso em experimentos de cromoterapia. Eles usaram luz para separar as cores e descobriram que as frequências de luz isoladas poderiam curar células e tecidos danificados. Desde então, a técnica foi aperfeiçoada e tem sido usada para cicatrizar feridas em uma variedade de situações.

Outras pessoas estão lendo

O que é terapia com luz?

A terapia com LED é algumas vezes denominada terapia com "luz vermelha", uma vez que o vermelho é a frequência de cor que mais se aproxima da frequência de ressonância de tecidos corporais. De acordo com a Consumer Health Organization of Canada, a terapia com LED estimula pontos de acupuntura, bem como entra na corrente sanguínea. A colocação da luz no umbigo fará com que ela chegue a todas as partes do corpo, uma vez que cada gota de sangue passa por esse ponto dentro de 20 minutos. O tratamento consiste em passar quantidades variáveis ​​de tempo sob grandes bancos de luzes ou uma pequena máquina que é movida sobre o corpo ou dirigida sobre a ferida. Alguns profissionais usam luz pulsante e outros não. Esta permite que as células tenham um desempenho melhor na cicatrização.

Como isso cicatriza as feridas

A terapia com luz funciona para curar feridas, auxiliando processos do próprio corpo. A luz reforça a energia e acelera a velocidade de regeneração celular, o qual faz com que o machucado cicatrize mais rapidamente. Quando a pessoa coloca a área ferida na frente da luz, ela pode sentir o calor ou nada. A luz real é fria ao toque, enquanto a pulsante permite que as células tenham um desempenho melhor na cicatrização. A luz constante pode fazer com que a membrana celular relaxe, diminuindo a inflamação, por outro lado, a pulsante faz com que as células produzam níveis acima do normal de proteína, o que é eficaz na cicatrização de feridas.

Terapia com luz em uso atual

A National Aeronautics and Space Administration (NASA) tem usado LED para cicatrização do corpo no espaço. Pequenas feridas são mais graves no espaço em virtude da falta de gravidade e, anteriormente, não começavam a cicatrizar até que um astronauta ferido estivesse de volta na Terra. LED tem sido usado com sucesso para tratamento de machucados no espaço que não seriam curados de outro modo. A Food and Drug Administration aprovou um dispositivo manual para os SEALs da Marinha e forças no Iraque usaram LED para a cicatrização de feridas com efeitos dramáticos. As lesões podem eventualmente cicatrizar sozinhas, mas o LED ajuda a acelerar o procedimento, aumentando o fluxo sanguíneo e a energia celular.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível