Termos e abreviações elétricas

Escrito por debra durkee | Traduzido por alisson dantas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Termos e abreviações elétricas
Liberada, a eletricidade pode ser uma força mortal (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Benjamin Franklin propôs um experimento que envolvia uma pipa, uma chave e uma tempestade com raios que provocou uma mudança na vida e nas descobertas científicas do mundo. Junto com a energia recém-descoberta veio uma riqueza de termos usados para descrever todos os aspectos dela. Muitos desses termos elétricos tornaram sua presença conhecida na linguagem cotidiana, mas a ciência por trás dos termos pode não ser tão conhecida.

Outras pessoas estão lendo

Eletricidade e correntes

A eletricidade está presente em quase todos os edifícios residenciais, comerciais e industriais como a principal fonte de energia. Tudo em todo o mundo é composto de átomos e no lado de fora deles orbitam os elétrons. Estes ficam em níveis orbitais em torno de cada um dos átomos – quando uma força externa faz com que esses elétrons deixem a orbita que ocupam e movam-se para outra, a eletricidade é criada.

Existem dois tipos de corrente: alternada e contínua. A corrente alternada, ou CA, ocorre quando a direção do fluxo da corrente elétrica é invertido periodicamente. Isso facilita que a eletricidade viaje por longas distâncias. A corrente contínua ou CC, viaja numa única direção o tempo todo.

Amperagem

Ampere, abreviado como amps, é uma medida de quantos átomos de eletricidade estão fluindo através de um ponto específico. O Coulomb é outra forma de medir o fluxo de eletricidade e é a quantidade de energia transportada por 6,25 quintilhões de elétrons. Quando um Coulomb se move para além de um determinado ponto, isso é considerado um ampere.

Saber a amperagem de uma corrente é a chave para controlá-la, já que certos aparelhos e fios estão configurados para funcionar apenas com certa quantidade de corrente. Os amperes são medidos com um dispositivo chamado de amperímetro.

Watts e quilowatts

Os watts são comumente ouvidos em referência às lâmpadas e quanta potência elas requerem. Quando a lâmpada é marcada com a sigla "W" precedida por um número, essa é a indicação de quantos watts ela gastará por uma hora. Os elétrons entram na lâmpada – ou qualquer outro aparelho – a uma taxa determinada, que é igual a um watt.

Os aparelhos e instalações que utilizam uma grande quantidade de energia têm seu consumo medido em quilowatts, abreviado por kW. Um único quilowatt é igual à potência de 1.000 watts. Outra maneira de medir a potência é em qual momento do dia ela é usada. A energia que é utilizada durante o horário de pico do dia é medido em megawatts, abreviado por MW.

Tensão

A tensão, abreviada por V, cria a força que faz com que os elétrons se movam e criem uma corrente elétrica. Ela cria uma força chamada de campo eletromotriz, abreviado por FEM. Esse campo empurra os elétrons em uma determinada direção e guia a corrente. A tensão é a fonte desse campo e pode estar contida em elementos tão pequenos como baterias. Estas são pequenos dispositivos que geram eletricidade usando o campo eletromotriz e a tendência natural dos elétrons para tentar equilibrar uns aos outros – quando há muitos elétrons em uma área e poucos em outra, eles tentarão criar um ambiente onde a densidade seja igual. A tensão cria um campo eletromotriz que tende a empurrá-los através de um circuito, criando uma situação perpetuamente desequilibrada para continuar a gerar corrente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível