O teste do PSA depois do tratamento de câncer

Escrito por m. gideon hoyle | Traduzido por regina fleck
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O teste do PSA depois do tratamento de câncer
O teste de PSA é pedido tanto a pacientes saudáveis como a pacientes que passaram por um câncer (Visage/Stockbyte/Getty Images)

O teste de PSA, ou teste do antígeno prostático específico, é um processo destinado a detectar uma proteína na corrente sanguínea associada a possível presença de câncer de próstata. É usado mais comumente como uma ferramenta de triagem diagnóstica em indivíduos presumivelmente saudáveis. Entretanto, o teste de PSA também é realizado em indivíduos que foram submetidos ao tratamento de câncer; neste contexto, é utilizado para detectar uma possível recorrência do câncer inicial.

Outras pessoas estão lendo

Diretrizes básicas do teste

Se você passou por um tratamento de câncer de próstata, seu oncologista (especialista em câncer) irá monitorar seus níveis de PSA como parte de um acompanhamento regular de exames. De acordo com a Sociedade do Câncer Americana, se o seu tratamento envolveu cirurgia (prostatectomia), as quantidades de PSA no sangue normalmente tornam-se indetectáveis ​​dentro de dois ou três meses. Se o tratamento se deu com radioterapia, seus níveis de PSA vão diminuir gradualmente ao longo de um período prolongado, que pode durar dois anos ou mais. Em alguns indivíduos, os níveis de PSA sobem consideravelmente após a radioterapia, antes de a redução global começar.

Interpretação do resultado do PSA

Seu oncologista vai pedir o teste do PSA de meses em meses depois de seu tratamento. Sempre há uma chance de seus níveis dessa proteína aparecerem elevados durante um desses procedimentos. Embora isso possa fazer seu oncologista querer acompanhá-lo mais de perto, uma elevação isolada no PSA não é necessariamente motivo de preocupação. Isto é verdadeiro por muitos motivos. Em primeiro lugar, os métodos de teste modernos permitem que os médicos acompanhem o PSA mesmo quando presente em quantidades pequenas o suficiente para serem potencialmente clinicamente insignificantes. Em segundo lugar, alguma variação ligeira dos níveis dessa proteína é de se esperar quando se utilizam essas técnicas de detecção. Além disso, o teste de PSA produz por vezes "falsos positivos", resultados que indicam os níveis elevados da proteína quando tal elevação não está realmente presente.

No entanto, se os seus níveis de PSA mostrarem uma tendência ascendente geral ao longo do tempo, seu oncologista pode decidir que é necessário continuar com o tratamento do câncer. No rescaldo da cirurgia, ele também pode fazer essa determinação se os seus níveis dessa proteína nunca se tornarem indetectáveis. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos, os fatores adicionais no processo de tomada de decisão do seu oncologista incluem achados anormais em uma biópsia da próstata, exame de toque retal e tomografia computadorizada (TC).

Acompanhamento posterior

Se os seus níveis de PSA estiverem subindo lentamente -- duplicando ao longo de um período superior a um ano -- o oncologista pode optar por tratá-lo com radioterapia. Alternativamente, se for idoso ou tiver outra doença significativa, ele pode simplesmente optar por ver os seus sintomas mais de perto. Se os seus níveis de PSA estiverem subindo rapidamente -- duplicando em três meses ou menos -- a terapia hormonal, que envolve a interrupção química da capacidade do seu corpo para produzir testosterona e diidrotestosterona, é a principal opção de tratamento. Você também pode passar por um ensaio clínico de quimioterapia. Se os seus níveis de PSA estiverem aumentando em um ritmo moderado, você provavelmente vai ser tratado com radioterapia, que em alguns casos pode ser combinada com a terapia hormonal. Consulte seu oncologista para mais detalhes sobre possíveis abordagens de tratamento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível