Tratamento de cicatrizes para pessoas negras

Escrito por britt barclay | Traduzido por joão melo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento de cicatrizes para pessoas negras
Os problemas de peles escuras, como cicatrizes, são tratados de forma diferente em comparação com aqueles de pele mais clara (African American boy at the beach image by jc from Fotolia.com)

A cicatrização é um lembrete por vezes constante de condições de pele, variando de acne a eczema. Embora muitas cicatrizes possam ser tratadas para pelo menos suavizar a pigmentação ou áreas profundas, uma pele mais escura é mais difícil de tratar com êxito. Infelizmente, muitas técnicas atuais para a remoção de cicatrizes não são aplicáveis ​​a pessoas negras. Embora a pele mais escura seja mais resistente ao sol e ao envelhecimento, deve-se recorrer a formas alternativas para reduzir as cicatrizes, em vez do simples tratamento a laser.

Outras pessoas estão lendo

Tratamento a laser

O tratamento de cicatrizes com laser era, até recentemente, uma opção não possível para as pessoas com pele mais escura. No entanto, lasers infravermelhos fracionados, que apresentam um pulso longo, são uma opção muito melhor para a pele negra, como é a nova tecnologia chamada Thermage, que emite ondas de rádio frequência que agem sobre áreas afetadas da pele.

Peelings químicos

Os peelings químicos utilizam ácidos, algumas vezes em diferentes combinações, e são personalizados para a condição específica de um paciente, incluindo as cicatrizes. Eles removem suavemente as camadas superiores da pele para criar uma superfície lisa, sem a pele danificada uma vez presente. Além de tratar cicatrizes, os peelings químicos são muito eficazes no combate aos efeitos de escurecimento da hiperpigmentação, uma condição de pele muito comum em pessoas negras.

Cremes tópicos

Felizmente, muitos casos de cicatrizes de pele suaves podem ser eficazmente tratados com um dos diversos cremes de cura disponíveis. Um creme de cortisona pode ser usado para ajudar a aliviar virligio, uma doença de pele que afeta os negros que apresentam uma grande quantidade de pigmento em manchas aleatórias na pele. A exposição aos raios ultravioletas é um tratamento comum para o eczema e a pitiríase alba, mas não é tão eficaz na pele negra. Portanto, a pitiríase alba e o eczema também devem ser tratados com cremes específicos prescritos por um dermatologista.

Tratamento de queloide

Os queloides são crescimentos de tecido cicatricial que aparecem em um trecho de pele curada. De acordo com o site Brownskin.com, os negros têm a pele muito sensível, por isso alterações nela, como um piercing ou uma tatuagem, muitas vezes resultam em um queloide. Infelizmente, eles tendem a reaparecer mesmo se tratados, e injeções de cortisona ou remoção cirúrgica podem ser necessárias.

Tratamento sistêmico

A terapia sistêmica está disponível para os negros que sofrem de casos graves de psoríase. O tratamento funciona por todo o corpo e envolve tomar uma pílula por via oral ou receber uma injeção de líquido. De acordo com a National Psoriasis Foundation, o tratamento sistêmico é muitas vezes o último passo para pacientes que não responderam a qualquer tratamento com luz ultravioleta ou cremes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível