Tratamento para o corrimento após câncer de colo do útero

Escrito por john brennan | Traduzido por antônio melo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento para o corrimento após câncer de colo do útero
Por ano, cerca de oito em cada mil mulheres nos EUA são diagnosticadas com o câncer do colo do útero (Digital Vision./Photodisc/Getty Images)

O câncer do colo do útero é uma doença comum nas mulheres. Por ano, cerca de oito em cada mil mulheres nos EUA são diagnosticadas com esse tipo de câncer. Se detectado precocemente, ele pode ser curado em 75% a 90% das vezes. Os tratamentos comuns, como a radioterapia, a cirurgia a laser e a crioterapia têm uma variedade de efeitos colaterais, dentre eles o aumento da secreção vaginal. O corrimento vaginal também é um possível sintoma do câncer de colo do útero.

Outras pessoas estão lendo

Importância

O sangramento vaginal anormal e o corrimento são possíveis sintomas de câncer de colo do útero invasivo. Se o corrimento vaginal é causado por um tumor invasivo, o tratamento do câncer será a melhor maneira de lidar com o problema. Os tratamentos como a radioterapia, a cirurgia a laser e a criocirurgia também podem causar sangramento leve ou manchas por algumas semanas após o procedimento; o corrimento mais acentuado ou mais prolongado após o tratamento do câncer do colo do útero pode apontar outras condições.

Efeitos

Os cânceres de colo do útero que normalmente causam sangramento vaginal anormal ou corrimento já têm se espalhado pelo tecido circundante. As intervenções comuns nesses casos incluem a quimioterapia, a radioterapia e a histerectomia. Alguns desses tratamentos, no entanto, podem provocar sangramento ou corrimento vaginal, entre outros efeitos secundários.

Considerações

Os corrimentos claros e as manchas são comuns por uma semana ou durante a criocirurgia, a laser cirurgia e a biópsia excecional. Os médicos podem recomendar que você evite a atividade sexual e não use absorventes invasivos durante esse período de tempo. Da mesma forma, os corrimentos e um leve sangramento são normais durante algumas semanas após a radioterapia e normalmente não requerem tratamento. Quando o corrimento vaginal torna-se intenso ou prolongado, no entanto, isso pode apontar para um outro problema que pode exigir tratamento; se sentir um corrimento acentuado ou sangramento vaginal persistentes por mais de algumas de semanas, você deve notificar o seu médico.

Soluções

Não é muito comum, mas as infecções podem ocorrer após a radioterapia ou após outros procedimentos; a radioterapia pode aumentar a susceptibilidade à infecção, reduzindo a contagem de células brancas do sangue. O corrimento vaginal intenso ou prolongado é um sinal comum de infecção. Se sentir esses sintomas, o médico provavelmente prescreverá antibióticos como tratamento. O tipo de antibiótico ou medicação que o seu médico prescreverá dependerá do tipo de infecção.

Prevenção

A vagina fica, na maioria das vezes, sensível ou inflamada após a radioterapia pélvica e, por vezes, o tecido vaginal pode cicatrizar, causando sangramento após a relação sexual. Usar um dilatador vaginal para esticar as paredes da vagina pode ajudar a reduzir a dor e o sangramento associados ao sexo após o tratamento para o câncer de colo do útero. Como sempre, o conteúdo acima não pretende ser um conselho médico; se você tiver alguma dúvida sobre a sua condição, a melhor pessoa a consultar é o seu médico.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível