Tratamento para fissuras anais

Escrito por kimbry parker | Traduzido por andré schwarz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento para fissuras anais
Alimentos ricos em fibras podem ajudar no tratamento (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Quando o ânus se resseca e fica irritado, poderá ocorrer nele uma rachadura. Movimentos peristálticos podem ser bastante dolorosos se uma dessas fissuras estiver presente, fazendo com que os músculos anais aumentem e irritem a ferida. Há vários tratamentos disponíveis para curá-las e aliviar a dor a elas associada.

Outras pessoas estão lendo

Remédios caseiros

Certas mudanças de hábitos e remédios caseiros podem ajudá-lo a se livrar das suas fissuras anais, sem recorrer à intervenção médica. Um maior consumo de fibra, através de grãos integrais, frutas e vegetais ou suplementos de fibra alimentar tornarão as fezes mais macias, evitando posteriores ferimentos. Beba também bastante líquido, para evitar constipações. Exercitar-se regularmente, meia hora por dia, também manterá os bolos fecais regulares e aumentará o fluxo sanguíneo para a zona retal, o que poderá acelerar a recuperação. Banhos de assento poderão ajudar a aliviar a dor e o desconforto às fissuras associados, ajudando também na recuperação. Para realizá-los, mergulhe a área afetada em água morna por meia hora, uma vez por dia. Use apenas água limpa, pois sabão e outros aditivos podem causar ainda mais irritação. A aplicação de talco diminuirá assaduras e irritações, e manterá também a área limpa e seca. Por fim, tente não fazer muita força enquanto aciona os músculos da região, pois assim você pode criar feridas novas ou aumentar as já existentes.

Tratamentos médicos

Se não bastarem ou não forem possíveis as mudanças de hábito e os remédios caseiros, pode-se procurar ajuda médica. Há vários remédios que não precisam de prescrição, como o Hemovirtus, que ajudam a gerenciar dores e inflamações. Corticoides retais podem ser receitados para tratar inchaços e incômodos. Outra opção são os unguentos de nitroglicerina: quando aplicados na zona afetada, eles aumentam o fluxo de sangue e dilatam os vasos, ajudando na recuperação e aliviando a dor. Pode-se tratar também injetando botox no esfíncter, paralisando o referido músculo por cerca de três meses, dando tempo para as feridas cicatrizarem. O recurso final é a cirurgia, para as fissuras persistentes e que não se recuperam.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível