Tratamento de glaucoma pigmentar

Escrito por kelli cooper | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

O glaucoma pigmentar é uma forma menos comum de glaucoma. Ao contrário de outros tipos que normalmente atingem adultos mais velhos, o glaucoma pigmentar pode ocorrer em adultos jovens e de meia-idade. Ele ocorre quando porções de pigmento se movem da parte de trás da íris para o humor aquoso, o fluido que preenche a parte da frente do olho. Eles ficam presos em canais de drenagem dentro do olho, causando acumulação de fluido. Isso aumenta a pressão dentro do olho, resultando no glaucoma. Tratamentos estão disponíveis, e o médico poderá determinar os mais apropriados para a situação específica.

Outras pessoas estão lendo

Objetivos do tratamento

O tratamento visa aliviar a pressão no olho. Isso é realizado ao incentivar um melhor fluxo do humor aquoso e redução da produção. O glaucoma pigmentar não pode ser completamente curado, e danos presentes não podem ser revertidos. Tratamento e check-ups regulares podem impedir ou retardar a perda da visão.

Exercício e glaucoma pigmentar

Exercícios vigorosos contribuem para que o pigmento extra fique longe da íris, e isso pode agravar os problemas de drenagem do olho. Você deve conversar com o médico sobre como manter a forma sem agravar a condição. Ele pode orientá-lo na determinação de formas seguras de exercício.

Medicamentos

Colírios são um tratamento primário para o glaucoma pigmentar, pois aliviam a pressão ocular, otimizando a quantidade de humor aquoso no olho.

Colírios beta bloqueadores diminuem a formação de líquido. Os tipos comumente prescritos incluem Betagan, Betimol, Timoptic, Betoptic e OptiPranolol. Os efeitos colaterais possíveis são problemas respiratórios, perda de cabelo, queda na pressão arterial, impotência, fadiga, fraqueza, perda de memória e depressão. Se você tem asma, bronquite, enfisema ou diabetes, esses tratamentos não são adequados.

Outros colírios para glaucoma pigmentar contêm compostos semelhantes à prostaglandina, que desempenha um papel na redução da pressão ocular. Eles incluem Xalatan, Lumigan e Travatan. Pode haver efeitos colaterais, como vermelhidão e ardor nos olhos, escurecimento da íris, descoloração da pele das pálpebras e visão turva.

Outros tratamentos possíveis são medicamentos orais, chamados mióticos. Eles encolhem a pupila e impedem que a íris se mova contra as fibras na lente; manter a íris no local impede a liberação do pigmento. Mióticos comumente prescritos para o glaucoma pigmentar incluem Pilocar e Ocusert.

Procedimentos

Certos procedimentos com laser podem ser benéficos. A trabeculoplastia a laser abre canais de drenagem bloqueados, permitindo a fácil remoção de fluido aquoso. A iridotomia a laser envolve fazer um pequeno furo na íris, que move-se para longe da lente. Isso evita o atrito que faz o pigmento romper com a íris.

Outras sugestões

Beba líquidos em pequenas quantidades durante todo o dia. Beber o equivalente a 1,1 litro de líquidos em um curto período de tempo pode elevar a pressão do olho.

A Universidade de Maryland sugere que alguns suplementos naturais podem ser benéficos. Luteína e zeaxantina são dois antioxidantes conhecidos por promover a saúde ocular. Tome 1 mg a 6 mg de luteína diariamente e 1 mg a 10 mg de zeaxantina diariamente. Esses antioxidantes também são abundantes em vegetais e frutas vermelhas, amarelas e laranjas. O boldo ajuda na saúde da visão; tome 80 mg três vezes ao dia. Pergunte ao seu médico antes de tomar suplementos naturais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível