Tratamento para pressão ocular

Escrito por valarie hueske | Traduzido por elia regina previato
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento para pressão ocular
Exames de vista regulares são importantes (Photo By: http://www.flickr.com/photos/39583585@N03/3646618936, http://www.flickr.com/photos/dougww/2351327638/)

Exames de vista regulares são importantes para detectar certas doenças oculares. Um dos exames é a medição da pressão dos olhos. Normalmente, pressão alta intraocular pode levar ao glaucoma. Glaucoma é uma doença sem sintomas imediatos, que pode causar cegueira se não detectada ou tratada.

Outras pessoas estão lendo

Causas da pressão ocular alta

A pressão no olho aumenta quando um líquido conhecido como humor aquoso não é drenado adequadamente. Esse líquido é produzido pelo corpo ciliar, que está localizado atrás da íris. Ele flui, nutrindo a córnea e a lente. Em seguida, escoa para fora através de um pequeno tecido chamado malha trabecular. Quando a trabecular fica parada, o humor aquoso não tem nenhum lugar para ir. E, portanto, gradualmente se acumula, causando pressão contra o nervo óptico. Se isso continua, danifica o nervo óptico e pode causar glaucoma.

Equívocos

Algumas pessoas acham que, se você tem pressão alta do olho, supostamente tem glaucoma. Isso é um equívoco. De acordo com o National Eye Institute, o aumento da pressão ocular significa que você pode correr risco de ter glaucoma. A menos que tenha danos no nervo óptico, você não tem essa doença. Além disso, nem toda pessoa que tem pressão alta desenvolve glaucoma. Por outro lado, você pode ter a doença e não ter pressão intraocular alta.

Tipos de glaucoma

Existem diferentes tipos de glaucoma. A Kellog Eye Center da Universidade de Michigan explica os diferentes tipos em um relatório de 2009. Glaucoma crônico de ângulo aberto é o mais comum. Produz um aumento gradual na pressão, sem sintomas evidentes, até que o nervo óptico seja danificado. Esse tipo é mais frequente em pessoas de ascendência africana e asiática. O glaucoma de ângulo fechado provoca um rápido aumento da pressão. Esse tipo tem sintomas como dor intensa, visão turva, dor de cabeça, náuseas, vômitos e halos ao redor das luzes. O glaucoma de tensão normal ou baixa não é apresentado através da pressão ocular alta. Ele resulta em perda de campo visual ou visão periférica quando as medições da pressão ocular são normais. A síndrome de esfoliação é o glaucoma de ângulo aberto, e é causada por uma acúmulo anormal de material sobre a lente do olho e o ângulo de drenagem. O glaucoma pigmentar geralmente afeta homens caucasianos jovens e míopes. Outros tipos de glaucoma, de acordo com o relatório, podem ser causados por lesões, tumores e outras doenças oculares.

Exames

Os testes preliminares envolvidos na medição da pressão intraocular e de possível dano do glaucoma são os seguintes: 1. Um teste de acuidade visual mede a capacidade de ver a determinadas distâncias. Nesse ponto, o médico pode utilizar um tonômetro sem contato, o qual dispara um sopro de ar para dentro do olho, e mede a pressão. 2. Um exame de dilatação é aquele em que o médico pinga gotas que dilatam as pupilas de modo que, através de uma lente de aumento, possa examinar a área de trás dos olhos e procurar possíveis danos. 3. A medição por tonometria de aplanação é realizada pingando-se gotas anestésicas nos olhos e um instrumento é posicionado contra a córnea para verificar a pressão. Esse é o método mais comum de medição de pressão. 4. Um teste de campo visual mede a visão periférica. 5. Um teste de paquimetria utiliza ondas ultra-sônicas para medir a espessura da córnea. Esse é um exame importante porque a espessura da córnea pode determinar se um diagnóstico de glaucoma foi super ou subestimado. Córneas mais grossas podem dar uma falsa leitura elevada, ao passo que as mais finas podem dar uma falsa leitura de baixa pressão.

Tratamento com medicamentos

Uma gravata muito apertada, ficar de cabeça para baixo ou até mesmo prender a respiração pode aumentar temporariamente a pressão em seus olhos. Isso, é claro, não conduz a pressões elevadas permanentes. Se alguém tem leituras frequentes de alta pressão intraocular, o tratamento primário será voltado a diminuir permanentemente essa pressão. De acordo com a Universidade de Illinois, existem duas metas na diminuição de pressões intraoculares: reduzir a produção de humor aquoso ou aumentar a drenagem do fluido. Isso pode ser conseguido usando-se colírio medicamentoso. Alguns medicamentos diminuem a produção de humor aquoso, ao passo que outros aumentam o fluxo de saída. Algumas drogas de controle da pressão existentes no mercado são Timoptic, Lumigan, Xalatan, Trusopt, Pilocarpina e Alphagan. Segundo a Universidade de Illinois, se for necessário reduzir ainda mais a pressão "... é melhor adicionar um colírio com um mecanismo de ação diferente que o da droga inicial. Por exemplo, se o colírio Xalatan inicialmente utilizado for o que funciona através do aumento da saída uveoscleral, então o segundo colírio pode ser o Timoptic ou o Trusopt que trabalham diminuindo a produção de humor aquoso".

Tratamento cirúrgico

A Clínica Mayo lista várias opções cirúrgicas. Se a condição justificar, a cirurgia a laser pode ser considerada. A trabeculoplastia é um procedimento que tem sido utilizado com frequência em certos tipos de glaucoma. Isto é, quando um feixe de laser simplesmente é apontado para o canal de drenagem, desentupindo-o e permitindo que o humor aquoso drene com mais eficácia. Outra opção é a cirurgia de filtragem, ou trabeculectomia. O cirurgião faz uma abertura através da parte branca do olho (esclera) e remove uma pequena parte da malha trabecular, permitindo o escoamento do líquido e, por sua vez, abaixando a pressão. Pequenos tubos de silicone podem ser implantados para permitir a drenagem.

Opções de tratamento caseiro

Beber água e fazer exercício físico é bom para todos nós. O mesmo conselho é dado a pacientes com glaucoma para ajudar a reduzir a pressão ocular. Beba bastante água durante o dia e faça exercícios frequentemente. Alguns médicos aconselham os pacientes a evitarem a cafeína. O AgingEye Times afirma que uma alta quantidade de cafeína certamente não é boa para o glaucoma, mas se quantidades pequenas devem ser evitadas ainda é discutível. Também afirma que a evidência atual não sugere uma abstinência total de cafeína. O site sugere o chá como uma boa bebida alternativa. O glaucoma pode tirar a visão. Nenhum destes tratamentos será eficaz se a doença for diagnosticada quando o estrago já estiver feito. O glaucoma não é curável. No entanto, a detecção precoce vai diminuir o dano.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível