Tratamento de ultrassom para síndrome do impacto no ombro

Escrito por jullie chung | Traduzido por thiago isaias
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A síndrome do impacto é uma das formas mais comuns de dor no ombro. Decorrente da inflamação dos músculos do manguito rotador, a síndrome do impacto ocorre comumente em atletas e indivíduos que necessitam levantar os braços acima da cabeça com freqüência, como no basquete, natação, construção, pintura ou limpeza.

Outras pessoas estão lendo

Anatomia

O manguito rotador é um tendão que estabiliza os músculos ao redor do ombro. Esses músculos elevam e giram o braço e o ombro. A síndrome ocorrre quando há inchaço ou irritação no manguito rotador.

Ultrassom

O ultrassom é uma terapia comum para a síndrome assim como outras formas de tendinites ou lesões musculares. As ondas de ultrassom aumentam o fluxo sanguíneo, permitindo que ele flua para a área lesionada, estimulando o tecido e gerando calor.

Fonoforese

O ultrassom também é utilizado para administrar medicações de forma não invasiva através da fonoforese. Essa técnica usa as ondas de ultrassom para mover aplicações tópicas para baixo da pele, na região mais profunda do tecido. A fonoforese é comumente usada para enviar cortisona para o tecido inflamado.

Outros tratamentos

O ultrassom é uma opção de terapia, mas outros casos da síndrome da colisão são tradados com respouso e medicação anti-inflamatória. Outras opções incluem injeções localizadas de anestésicos, fisioterapia ou cirurgia em casos mais extremos ou se a dor persistir.

Prevenção

O prática de alongamento nos músculos da região do ombro podem ajudar a previnir a lesão. Uma boa nutrição e hidratação adequada também podem ajudar na prevenção dessas lesões.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível