Como tratar secura vaginal sem hormônios

Escrito por chantel alise | Traduzido por fellipe jardim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como tratar secura vaginal sem hormônios
Cerca de 50% de todas as mulheres na menopausa sofrem de secura vaginal (Ralf Nau/Digital Vision/Getty Images)

Cerca de 50% de todas as mulheres na menopausa sofrem de secura vaginal. Os números são quase os mesmos entre suas contrapartes na perimenopausa. Embora esses dois grupos componham a maioria das pessoas que sofre deste problema, ele pode ocorrer em uma mulher de qualquer idade. Esta é uma das principais causas de disfunção sexual em mulheres, pois a perda de lubrificação vaginal torna a relação sexual dolorosa. A secura vaginal pode, contudo, ser tratada.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Fazendo mudanças de estilo de vida

  1. 1

    Beba muita água. A vagina é, afinal de contas, uma parte do corpo humano e requer umidade para funcionar adequadamente. Portanto, a desidratação pode agravar o problema. Evite qualquer coisa que desidrate naturalmente, como álcool, anti-histamínicos e cafeína.

  2. 2

    Consuma uma dieta saudável rica em produtos que imitam o estrogênio, como maçãs, alfafa, aipo, cerejas, semente de linhaça, batata, arroz, soja, tofu, trigo, grãos integrais e inhame.

  3. 3

    Tome vitaminas como vitamina A, betacaroteno, B, E, ômega-3 e zinco. Todas fornecem ao corpo os nutrientes necessários para lubrificar as articulações, fortalecer os músculos e manter os tendões flexíveis.

  4. 4

    Evite medicamentos que ressequem as membranas mucosas corporais. A alergia e medicamentos frios são os piores, mas determinados antidepressivos são igualmente ruins. As pílulas anticoncepcionais também podem causar esse problema em algumas mulheres.

  5. 5

    Exercite-se regularmente. Um corpo saudável sempre funciona melhor. Inclua programas de redução do estresse, como Pilates ou yoga. Acalmar o corpo, a mente e a alma pode fazer maravilhas para o bem-estar físico.

  6. 6

    Pare de fumar, se puder. O cigarro elimina o estrogênio do corpo.

  7. 7

    Evite produtos femininos que possam irritar a vagina e provocar perda de lubrificação. Estes incluem produtos para o banho, como sabonetes corporais, géis ou sais; e duchas, especialmente aquelas contendo vinagre ou iogurte e sabonetes muito estringentes.

    Aliviando a secura vaginal

  1. 1

    Elimine as possíveis alergias. Pode ser necessário consultar o médico e realizar alguns testes para identificar o problema exato. Muitas mulheres descobrem que são alérgicas a fragrâncias e corantes dos produtos femininos, amaciantes, sabão em pó ou papel higiênico.

  2. 2

    Experimente ervas ou suplementos alimentícios, como beladona, erva-de-São-Cristóvão, briônia, dong quai, ginseng, licopódio, macafem e agripalma, que podem ajudar a reduzir os sintomas da menopausa.

  3. 3

    Use lubrificantes vaginais aprovados quando a relação sexual for muito dolorosa. Em vez de desistir de um aspecto importante do amor, resolva o problema subjacente.

  4. 4

    Hidrate a vagina juntamente com o restante da pele. À medida que as mulheres envelhecem, perdem umidade em todo o corpo. A área da vagina não é diferente. Há hidratantes vaginais perfeitamente seguros que podem ser comprados sem receita. Consulte o médico para determinar qual deles será o melhor para a situação.

  5. 5

    Prolongue as preliminares antes da relação sexual. Isto dará ao corpo tempo para responder à excitação sexual e enviar mensagens apropriadas para a produção de fluido vaginal.

  6. 6

    Tenha relações sexuais regularmente. Estudos indicam que deixar de fazer sexo piora o problema.

Dicas & Advertências

  • Evite hidratantes e lubrificantes à base de óleo. Eles podem fazer com que os preservativos se deteriorem, o que pode resultar em uma surpresa desagradável; alterar a flora da vagina; e matar o esperma no trato vaginal, o que poderia dificultar uma gravidez e levar à infecção.
  • Evite produtos à base de glicerina se você for diabética. Eles podem levar à infecções fúngicas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível