Como treinar em uma bicicleta com um medidor de energia

Escrito por steven lacher | Traduzido por débora faggioni
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como treinar em uma bicicleta com um medidor de energia
Para um ciclista competidor, mais watts gerados se traduzem em maior velocidade. (Ciclista urbano image by Raulmahón from Fotolia.com)

Medidores de potência medem a produção de energia gerada por um ciclista. Ao contrário dos monitores de frequência cardíaca que medem o esforço despendido pelo exercício, medidores de potência medem a quantidade de energia gerada. A potência é definida como a força exercida multiplicada pela distância percorrida dividida pelo tempo para produzi-lo. É medido em watts. Há muitos fatores que afeta o quanto de potência você produz, e a eficiência desta produção. Você deve treinar usando tanto o medidor de potência como o monitor de frequência cardíaca para aumentar a eficiência de sua geração de energia.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Bicicleta de corrida
  • Medidor de energia Ciclismo
  • Monitor de frequência cardíaca

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Meça a sua potência máxima de produção andando o mais rápido que você conseguir por cinco minutos. Finalizado esse teste, use a potência de produção média registrada pelo seu medidor de energia como base de treinamento. Segundo o Dr. Jesper Bondo Medhus, pesquisador de fisiologia do exercício na Universidade Dinamarquesa de Aarhus, o treinamento com medidor de energia permite que você use a análise, intervalo de treinamento e desenvolvimento aerodinâmico para aumentar a sua potência de produção e, finalmente, a velocidade.

  2. 2

    Calcule a potência de produção ideal para seus intervalos de treinamento com base em sua potência máxima de produção. O Nível 1, ou intervalo de recuperação, deve ser inferior a 60 por cento da sua potência máxima. Intervalos de recuperação permitem que você use a sua bicicleta, sem forçar os músculos cansados após um treino intenso. Nível 2, ou intervalos de resistência, deve ser feito de 60 a 75 por cento da sua potência máxima. Intervalos de resistência é a base para uma lenta construção muscular e eficiente uso de gordura corporal como combustível ao longo do tempo. Nível 3, ou tempo de intervalo, deve ser feito de 75 a 90 por cento da sua potência máxima. Intervalos de Tempo aumentam sua capacidade aeróbica, empurrando você até seu limiar de lactato, mas não ultrapassá-lo. Nível 4, ou limiar de lactato, os intervalos devem ser feitos de 90 a 105 por cento da sua potência máxima. Estes intervalos fazem você ultrapassar seu limiar de lactato, fazendo com que seu corpo use os seus estoques de carboidrato. Passado esse limite, você pode aumentar gradualmente seu treinamento ao longo do tempo. Nível 5, ou intervalos anaeróbicos, devem ser feitos a 105 por cento da sua potência máxima. Estes intervalos aumentam a sua capacidade de sprint.

  3. 3

    Colete a frequência cardíaca e os dados de geração de energia enquanto está treinando ou competindo. Compare os gráficos de esforço com os gráficos de geração de energia para identificar tendências causadas por alterações em sua cadência, a sua posição em relação aos outros pilotos e seu nível de esforço despendido. Muitos medidores de energia vêm com um software que pode ser usado para analisar essas tendências.

  4. 4

    Melhore a sua potência, fazendo pequenas alterações em sua forma e posição em sua bicicleta. Meça os seus tempos de volta ou os tempos de distâncias especificadas e a geração de energia para determinar quais mudanças melhoraram sua potência ao exercer o mesmo nível de esforço.

  5. 5

    Controle o seu ritmo com um medidor de energia medindo sua potência enquanto corre. Ao definir uma linha de base para a sua geração de energia, você pode conservar a sua energia ao longo de uma corrida mais longa. Ajuste sua potência para manter uma velocidade constante e ter um desempenho eficiente. Ao controlar o seu ritmo, você garante que não vai gastar reservas de energia valiosas precipitadamente e ineficientemente.

Dicas & Advertências

  • Use um medidor de energia para estabelecer zonas de desempenho, semelhantes a zonas de frequência cardíaca fornecida por monitores de frequência cardíaca. Estas zonas de desempenho são expressas como uma percentagem da sua potência máxima. Na medida em que vai treinando a pedalar eficientemente, você pode maximizar sua potência minimizando o esforço despendido. Você deve confiar em seu medidor de energia para cronometrar um intervalo de tempo anaeróbico, ao contrário de seu monitor de frequência cardíaca. Sua frequência cardíaca leva tempo para alcançar o seu nível perceptível de esforço.
  • Um medidor de potência é usado para registrar dados. Ele não gera energia, em vez disso, é utilizado para medir o desempenho.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível