O Trileptal ajuda com o comportamento impulsivo em transtorno bipolar nível 1?

Escrito por lily welsh | Traduzido por débora sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

O trileptal não foi desenvolvido como um tratamento para o transtorno bipolar, mas mostrou alguma garantia no controle de certos sintomas associados com o nível 1 do transtorno, também conhecido como tipo 1. Sua utilidade na gestão específica do comportamento impulsivo não é clara, mas pode ajudar a fazer com que os episódios maníacos sejam mais fáceis de tolerar.

Outras pessoas estão lendo

Fatos

O trileptal é um medicamento anticonvulsivo, normalmente usado para tratar a epilepsia em crianças e adultos. No caso dos adultos, é muito útil para os que sofrem de ataques parciais. O trileptal é geralmente bem tolerado, apesar dos possíveis efeitos colaterais serem tonturas, náuseas, fadiga e tremores. Cerca de 9% dos pacientes adultos interrompem sua utilização por causa dos efeitos colaterais.

Tripletal e o transtorno bipolar

No nível 1 do transtorno bipolar -- onde o paciente tenha experimentado pelo menos um episódio maníaco -- é possível que o indivíduo apresente convulsões. Elas são suscitadas, tipicamente, durante períodos de mania, sob a forma de agitação incontrolável dos membros. A capacidade do trileptal para aliviar crises é o que o tornou atraente para os médicos que tratam o transtorno bipolar. Além disso, ele é semelhante a outro tratamento bipolar, o Carbamazepina, mas tem menos efeitos colaterais. Esse último reduz os níveis de glóbulos brancos e coloca o paciente em risco de desenvolvimento de infecções graves. Felizmente, o trileptal não tem esse efeito colateral.

Eficácia

Houve dois grandes estudos sobre a eficácia do trilepal no tratamento do transtorno bipolar. A revista "Journal of Clinical Psychology" publicou um relatório em 2003 onde afirmou que o trileptal foi bem tolerado e útil para ajudar cerca de metade dos pacientes bipolares a controlar os sintomas. No entanto, em 2006, outro estudo publicado pela revista parecia contradizer essas conclusões. Ele mostrou que o trileptal não foi significativamente mais eficaz no controle de sintomas do que um placebo.

Controle de impulsos

Nos EUA, o trileptal só é aprovado para uso como medicamento anticonvulsivo, embora os médicos frequentemente o usem contra o transtorno bipolar. O medicamento tem sido usado com sucesso na Europa, mais especificamente para a estabilização do humor, desde os anos 1990. O trileptal pode ajudar a reduzir as convulsões durante as fases de mania, mas existem evidências apenas anedóticas demonstrando que ele ajuda a gerenciar outras partes das fases maníacas, incluindo o controle de impulso. Como o trileptal funciona aumentando a quantidade de GABA (ácido gama-aminobutírico) no cérebro, diminuindo assim a transmissão de sinais nervosos que causam agitação durante períodos maníacos, os médicos acreditam que ele pode ajudar os pacientes bipolares com mais do que apenas tratar as convulsões. Determinar se ele funcionará ou não para você depende da tentativa e do erro, sempre sob a supervisão de um médico. Ele decidirá se você deve experimentar esse medicamento com base nos seus sintomas bipolares e histórico médico. Saiba que esse medicamento não é usado para tratar o nível 2 do transtorno bipolar, pois os médicos não acreditam que ele ajuda a tratar a fase depressiva.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível