Uso de mirtazapina em cães como um estimulante de apetite

Escrito por christie gross | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Uso de mirtazapina em cães como um estimulante de apetite
A mirtazapina pode ajudar um cachorro sofrendo de problemas de estômago instável (dog image by Bube from Fotolia.com)

Mirtazapina é o nome genérico da marca de remédios para cães Remeron. Ela é usada para tratar depressão moderada e grave em humanos, mas é mais útil para os cães por causa de suas outras propriedades. Veterinários geralmente receitam a mirtazapina a cachorros apresentando falta de apetite e náuseas associadas a outras doenças médicas, com o intuito de estimular o apetite.

Outras pessoas estão lendo

Como a mirtazapina funciona

De acordo o Centro Médico Animal Mar Vista, a mirtazapina causa um efeito colateral que estimula o apetite quando é dada a cães. Suas propriedades contra as náuseas interceptam e bloqueiam os sinais do intestino e estômago ao cérebro, que de outra forma iriam desencadear a náusea. Como resultado, o cachorro não apresenta esses efeitos.

Usos

A droga é geralmente administrada em cães sofrendo de uma condição como doença estomacal, falha dos rins ou outras situações em que o tratamento causa a perda de apetite ou faz o cachorro se sentir enjoado. Ela também é receitada a cães em tratamentos contra o câncer com quimioterapia, para aliviar o estômago instável - um sintoma comumente associado com o tratamento quimioterápico.

Dosagem

Os veterinários geralmente receitam mirtazapina uma vez por dia para estimular o apetite, o que é fácil e conveniente para os donos dos cães administrarem. Quando a droga é prescrita para acompanhar o tratamento para doença dos rins ou do fígado, a dosagem pode ser ainda mais reduzida, já que essas condições previnem que o corpo elimine a droga como resíduos. O Veterinary Partner argumenta ser possível que mais de 30% do remédio continue no corpo depois de uma eliminação normal, devido à função debilitada do fígado ou do rim. Nessas circunstâncias, tanto um veterinário quanto um farmacêutico podem reduzir a dosagem ou estender o planejamento da dosagem.

Efeitos colaterais

Um efeito colateral possível, mas raro, é a síndrome da serotonina, causada quando os níveis de serotonina - um químico encontrado no cérebro - fica muito elevado. Isso geralmente ocorre quando a mirtazapina é usada como parte de uma combinação com outras medicações que elevam o teor de serotonina. Monitore seu cachorro para perceber se houver frequência cardíaca elevada, tremores, pupilas dilatadas, dificuldade de respiração, febre ou pressão alta, que podem ser sinais da síndrome da serotonina. Hiperatividade também pode ser um sinal em alguns cachorros.

Interações da droga

A mirtazapina é útil como parte da terapia para estimular o apetite quando outra droga é usada para tratar uma doença subjacente causada pela perda de apetite, ou quando essa condição é causada pela própria doença. Entretanto, ela não deve ser usada em uma combinação com outros antidepressivos como o Prozac, que são feitos para aumentar os níveis de serotonina no cérebro, podendo resultar na síndrome da serotonina.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível