Vantagens e desvantagens das criptografias simétrica e assimétrica

Escrito por david dunning | Traduzido por elisa oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Vantagens e desvantagens das criptografias simétrica e assimétrica
Não se preocupe mais com a segurança dos seus dados na Internet (John Howard/Photodisc/Getty Images)

Criptografia é o nome dado à técnica de codificar dados para que não possam ser vistos ou modificados por qualquer um além do destinatário específico. Existem dois tipos de criptografia, a simétrica e a assimétrica, e o processo de ambas é o mesmo. As informações são enviadas através de fórmulas matemáticas, ou algoritmos, que as codificam em textos cifrados para que não possam ser acessadas sem uma palavra, número ou senha, conhecida como chave.

Criptografia simétrica

A criptografia simétrica é a mais antiga e mais conhecida das técnicas de encriptação. Os dados são divididos em blocos, e uma chave secreta é aplicada a cada um deles, alterando a ordem das letras ou as substituindo por números para criar o texto cifrado. Essa técnica usa somente uma chave secreta para cifrar e decifrar os dados, de maneira que, se o destinatário não a tiver, será necessário enviá-la separadamente.

Prós e contras

Se ambos o remetente e o destinatário tiverem a chave secreta, eles poderão cifrar e decifrar todas as mensagens que a usam, o que é ao mesmo tempo uma vantagem e uma vulnerabilidade do sistema. A criptografia simétrica é de implementação rápida e fácil, o que a faz a torna a forma de encriptação mais comum em transações de compra e venda online. Porém, se a chave for interceptada por um invasor, ele terá o que precisa para decifrar todas as mensagens que usam essa chave. Algoritmos da criptografia simétrica também tendem a ser mais simples -- e, portanto, mais fáceis de entender e decodificar -- do que os algoritmos da criptografia assimétrica.

Criptografia assimétrica

A criptografia assimétrica, também conhecida como criptografia de chave pública, usa duas chaves relacionadas entre si: uma pública, para cifrar os dados, e uma privada, para decifrá-los. Informações em forma de texto são tratadas como números imensos, que são elevados a potência de um segundo número imenso e, então, divididos por um terceiro número, gerando um produto final que será novamente convertido em texto, desta vez criptografado.

Prós e contras

Os algoritmos da criptografia assimétrica são mais complexos do que os da simétrica, portanto são mais lentos e necessitam de mais poder de processamento. No entanto, por isso também são muito mais seguros. A chave pública pode ser distribuída a qualquer um que possa ter interesse em criptografar uma mensagem, mas a chave privada nunca é divulgada, o que não a deixa suscetível a invasores. Os dados só podem ser cifrados com a chave pública e decifrados com a chave privada, o que significa que uma vez feita a criptografia, nem o remetente pode decifrá-la sem uma chave privada.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível