Cães: como aplicar injeções intramusculares

••• Getty Images

Se você é dono de um cachorro que precisa de injeções, talvez seja necessário aprender como se aplicam aquelas que são intramusculares. Diferente das subcutâneas, elas precisam que a substância seja posta na carne do músculo.

Passo 1

Paolo74s/iStock/Getty Images

Coloque a substância na seringa. A melhor forma para se fazer isso é segurar a embalagem do líquido de cabeça pra baixo e fazer com que a agulha puxe a medicação. Pegue apenas a quantidade necessária ou, no caso de uma dose única, use todo o líquido puxando o êmbolo.

Passo 2

Misture a vacina de dose única (se necessário) empurrando a agulha em um conteúdo seco e empurrando o êmbolo para misturar o líquido com os tais conteúdos. Agite, vire a embalagem do produto de cabeça para baixo e coloque a substância na seringa. Seja cuidadoso para que o ar não entre ali e retire o líquido.

Passo 3

Remova o ar da seringa. Segure-a de forma que a agulha esteja apontada para cima e, gentilmente, empurre o êmbolo para que o ar seja expelido, mas sem derramar o líquido para fora.

Passo 4

Thanamat/iStock/Getty Images

Localize o músculo espesso na parte traseira das coxas do seu cachorro. Ela deve ser carnuda e capaz de receber uma injeção. Atenção para a parte traseira mesmo, não pelas laterais.

Passo 5

Rapidamente, empurre a agulha nessa parte traseira da coxa, longe de ossos e ligamentos.

Passo 6

Puxe ligeiramente o êmbolo e observe se há sangue. Se aparecer, remova a injeção, procure outro lugar e tente novamente.

Passo 7

Injete o conteúdo da seringa no cão e retire a agulha.

Passo 8

Procure por reações anafiláticas, como inchaço no rosto, problemas na respiração ou inconsciência. Contate um veterinário imediatamente para as dosagens apropriadas e administração de difenidramina e epinefrina.

Mais recentes

×